“Queremos trabalhar com a linha de preservação das 38 rodadas”, afirma secretário-geral da CBF sobre a realização do Brasileirão

Entidade ainda não definiu data para o retorno das competições

Foto: (Mauro Horita/Divulgação/CBF)

Em entrevista à Rádio Grenal, o secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, afirmou que a entidade quer trabalhar com a possibilidade da conclusão de todas as 38 rodadas do Campeonato Brasileiro. Mesmo com o cenário de paralisação do futebol por conta da pandemia do coronavírus, o representante garantiu que há alternativas para preservar o calendário completo de competições brasileiras.

“Nós queremos trabalhar no Campeonato Brasileiro com a linha de preservação das 38 rodadas. A Diretoria de Competições tem todas as alternativas imagináveis para preservar o nosso calendário”, declarou Feldman.

Para que as competições voltem, seguindo as medidas de isolamento, orientadas pelos órgãos de saúde, Walter Feldman explicou que a partir da estrutura de medicina do futebol da CBF no país pode-se se estabelecer um protocolo para garantir o retorno dos jogos: “Eu diria que, tecnicamente, a CBF tem uma estrutura de medicina do futebol espalhada pelo país. Claro que teríamos que adotar um protocolo de segurança, mas ainda não anunciamos para não parecer uma medida de retorno total”.

Durante a entrevista, o secretário-geral fez destaque para as posições tomadas pelo futebol gaúcho e valorizou as contribuições dos presidentes de Grêmio e Inter, Romildo Bolzan Jr., e Marcelo Medeiros, respectivamente: “Eu dou um destaque pra Federação Gaúcha de Futebol, que tem o comando do Luciano (Hocsman), pelo trabalho realizado neste momento. A participação dos presidentes Romildo Bolzan Jr. e Marcelo Medeiros é espetacular pro futebol brasileiro. A contribuição deles é extraordinária, inclusive com ações sociais. Eu queria cumprimentar vocês do futebol gaúcho por isso”.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Futebol

Compartilhe esta notícia:

Governador Eduardo Leite aborda previsibilidade da volta do futebol no RS
“Vejo a história que construí e fico muito feliz”, diz Grafite ao relembrar sua trajetória como jogador de futebol
Deixe seu comentário