Primeiro gol e primeira coletiva, Ricardinho fala sobre momento: “Foi mágico”

Com 19 anos o garoto marcou seu primeiro gol como profissional

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Imagine você, com 19 anos buscando se profissionalizar no futebol, estrear em uma Libertadores e marcar seu primeiro gol na carreira jogando a competição. Este foi o sonho que Ricardinho viveu na última terça-feira (16), quando o Grêmio venceu novamente os peruanos Ayacucho, no Equador.

Após balançar as redes como profissional pela primeira vez na vida, o atacante vem tendo responsabilidades de “gente grande”. Uma destas, prestar coletiva e responder algumas perguntas da imprensa acerca do seu atual momento.

CARACTERÍSTICAS

Definido como uma posição muito difícil, Ricardinho comentou explicou que um centroavante, durante os 90 minutos, tem de a estar ligado o jogo inteiro, mesmo não participando ativamente a todo momento. E que para conseguir boas chances é necessário aproveitar as oportunidades na hora que a bola chega. Sobre suas características, o atacante se auto avaliou: “Eu sou um um jogador rápido de velocidade, tenho bastante impulsão”.

CONVERSAS E CONSELHOS

Perguntado sobre alguma conversa que tenha tido com Renato Portaluppi, o jovem reiterou que não falou com técnico tricolor sobre o jogo contra o Ayacucho. Entrentato, Ricardinho comentou sobre quem o aconselhou sobre a posição de atacante, “Conversei bastante com o Isaque, que é da posição e me deu bastante dicas”.

MOMENTO

O garoto, realizado, diz não ter palavras para descrever o momento do seu primeiro gol como profissional: “Não tem como explicar, a gente sempre trabalha pra que dê certo mas lá no momento é algo que não da pra explicar”. Na ocasião, o jogador também comentou sobre o sentimento de estrear como titular pela primeira vez logo na competição mais importante do continente: “Foi mágico poder estrear numa Libertadores, jogar na altitude é bem difícil. Sentimos um pouco no início do jogo mas como todo mundo ali tem muita qualidade, conseguimos nos adaptar bem ao jogo”.

SEQUÊNCIA

Nos últimos jogos, a gurizada do Grêmio vem recebendo boas oportunidades no Gauchão. Com a folga do time principal até a próxima segunda-feira (22), as categorias de base tricolores vem se esforçando para mostrar seu potencial para Renato Portaluppi e sua comissão técnica. Sobre a sequência, Ricardinho completou: “Nós garotos sempre buscamos essas oportunidades e é a melhor coisa ter essa sequência de jogos, quanto mais tempo em campo mais podemos mostrar nosso futebol”.

COMEMORAÇÃO

Questionado sobre sua comemoração após seu gol contra o Ayacucho, Ricardinho explicou o motivo de “bater continência” logo após o primeiro gol marcado como profissional: “Comemoração que sempre faço desde a base, é em homenagem ao meu pai que é policial militar lá em São Paulo”, concluiu.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Com dificuldades de retornar para a China, Jaílson se aproxima do Grêmio
Grêmio x Aimoré: escalações, arbitragem, momentos e transmissão
Deixe seu comentário