Presidente do Grêmio mostra confiança por volta do Gauchão, mas preocupação com conflito de datas com Brasileiro e cita sugestão de título ao Caxias

Foto: (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Definido os últimos ajustes da logística para se deslocar para a Santa Catarina, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., apontou a escolha por sair de Porto Alegre para se poder dar um passo à frente na preparação visando, especialmente, o Campeonato Brasileiro. Apesar da escolha de uma nova sede para treinos, o mandatário afirmou que ainda confia na possibilidade de conclusão do Gauchão e mostrou preocupação em possível conflito de datas.

Em entrevista aos canais oficias do Grêmio, Bolzan declarou que além do avanço na preparação, os treinos coletivos também se fazem necessários depois de semanas com a realização de trabalhos físicos: “A ida do Grêmio é uma questão técnica, de continuidade de preparação, um passo à frente daquele cronograma que foi estabelecido no calendário do futebol brasileiro, para o dia 9 recomeçar o campeonato (Brasileiro). Depois de tanto tempo de treinos físicos, só cabe avançar para treinos táticos e coletivos.”

Mesmo com a saída do Estado neste momento, por conta das restrições, o presidente do Grêmio mostrou confiança que o Campeonato Gaúcho possa recomeçar. A nova indicação é que o estadual retome no início de agosto, o que neste sentido causa preocupação pelo conflito de datas com o Campeonato Brasileiro.

“Torcemos que sim. Estamos muito confiantes que possa acontecer, mas temo que as datas possam conflitar com o início do Campeonato Brasileiro. A coincidência de datas dessas competições pode ser um fator complicador. Se não tivermos condições sanitárias, no sentido de avançarmos nos treinos e nos jogos, creio que seja melhor declarar o Caxias como campeão”, avaliou Bolzan.

Ainda aprimorando a parte física no CT Luiz Carvalho, a delegação do Grêmio se prepara para iniciar os treinamentos no CT do Criciúma já na próxima semana. Com a possibilidade de treinos coletivos, o time voltará a contar com o trabalho presencial do técnico Renato Portaluppi, que até aqui permaneceu no Rio de Janeiro.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Com restrições no Estado, Inter avalia mandar treinos para Santa Catarina
Liverpool é recebido por Manchester City com aplausos e goleada
Deixe seu comentário