Presidente do Grêmio esclarece discussão sobre pagamento das cotas de TV

Romildo Bolzan Jr. explica que trata-se de uma alteração no fluxo de pagamento

Foto: (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Em entrevista à Rádio Grenal, nesta terça-feira (28), o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., explicou o debate que vendo tratado entre os clubes e detentora de direitos de transmissão, a Globo, a respeito das cotas de transmissão do Campeonato Brasileiro. Não se trata de uma redução nas cifras, mas de uma alteração no fluxo de pagamentos.

Recentemente, foi noticiado que a empresa teria propostos aos clubes uma redução de 40% nos valores nos meses de abril, maio e junho. Contudo, conforme esclareceu o mandatário gremista, não se discutiu uma redução, mas sim um reprogramação dos pagamentos:”Houve apenas um diferimento, não redução nas cotas. Querem empurrar para frente valores de três meses. Lá na frente, vão pagar normalmente a diferença.”

Ainda de acordo com informações publicadas pelo jornalista do Uol Esporte Marcel Rizzo, a Globo desembolsa anualmente cerca de R$ 1,1 bilhão aos 20 clubes da Série A. O valor é dividido em cotas: 40% fixo, em cotas mensais, 30% por número de jogos transmitidos e 30% por colocação final do campeonato. Sendo as duas últimas porcentagens condicionadas à realização dos jogos para serem pagas.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Inter anuncia acordo pela readequação salarial do grupo de jogadores
Em meio a imbróglio judicial, Ferreira revela apoio de Renato e critica diretores do Grêmio
Deixe seu comentário