Portaluppi: ”Se o Grêmio ganhasse de 4 a 0 hoje seria normal”


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

O Grêmio saiu vitorioso da Arena nesta quarta-feira pelo placar mínimo de 1 x 0, gol do atacante Pedro Rocha. O técnico Renato Portaluppi analisou a partida qualitativamente e valorizou a vitória gremista na Arena diante de um adversário direto no campeonato para a disputa da vaga indireta na Libertadores.

”O mais importante de tudo é que nós vencemos e hoje nós jogamos muito bem. Na parte defensiva a gente mais uma vez não deu oportunidades ao nosso adversário e lá na frente conseguimos criar boas oportunidades. E se você for ver o que aconteceu no jogo, se o Grêmio ganhasse de 4 a 0 hoje seria normal. Se tem algo que me preocupa, não, não tem. Porque a cada jogo a gente tem melhorado e hoje realmente sob meu comando acredito ter sido a melhor partida do Grêmio. Infelizmente fizemos apenas um gol. Mesmo assim estou bastante satisfeito com a minha equipe”, disse Renato.

Sobre a reabilitação de Ramiro e Marcelo Oliveira no grupo:
“Eu ouvia muito a torcida vaiando muito o Marcelo Oliveira e o Ramiro. sabe qual é p segredo: chamar o jogador, dar carinho e moral. Toda a confiança que eu passo para eles. Se teu chefe te dá confiança, você vai render. Eles têm jogado muito. Estive por 20 anos dentro de campo, sei lidar com jogador. Saíram do inferno para o céu. É morder e assoprar, dar o carinho e o puxão na orelha na hora certa”.

Gols e bola aérea:
“Treinamento e posicionamento. No futebol moderno, a marcação é por zona. No moderno ou no antigo, é não levar gol. Eu via quantos gols os times que marcam por zona levaram. Meu método é esse. Futebol moderno é não levar gol, independentemente da marcação”.

Acompanhe a coletiva:

 

Adalberto Preis também teve seu momento na Sala de Conferências do Grêmio. O vice-presidente de futebol disse que deu crédito à Renato Portaluppi pelos bons resultados e avaliou positivamente o futebol jogado pelo Tricolor nesses últimos jogos. Preis reafirmou o compromisso em seguir forte no Campeonato Brasileiro para chegar à uma vaga na Libertadores.

Ouça:

Comentários