Período de quarentena, trabalho com Coudet e expulsão no Grenal: confira a entrevista exclusiva com o meia Praxedes

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

Destaque na campanha do título da Copa São Paulo de Futebol Jr., Bruno Praxedes vivia um novo momento na carreira até a parada do futebol. Alçado ao profissional, o meio-campista buscava seu espaço no time do técnico Eduardo Coudet, com o qual vem ganhando experiência e novos conhecimentos.

“Assim que eu subi, o Coudet conversou comigo. Ele me pediu para jogar solto e fazer aquilo que fazia na base. Todos os dias que eu vou para o treino, aprendo coisas diferentes. A experiência tem sido única”, revelou o jogador, em entrevista exclusiva à Rádio Grenal.

No trabalho com o comandante argentino, Praxedes faz destaque à principal pedida: o posicionamento. Apesar de preferir atuar mais centralizado, o jovem já se mostrou disposto a atuar em todos lados do meio-campo: “O Coudet cobra muito sobre o posicionamento do corpo na hora de receber a bola. Por vezes, ele para os treinos pra me explicar as situações. Ele (Coudet) vai me utilizando no meio-campo do Inter do jeito que ele tem achado melhor. Eu prefiro centralizado, mas tenho aprendido bastante. Se precisar na esquerda, direita ou centro, vou buscar atuar da melhor forma possível”.

Enquanto aguarda pela definição da voltas das atividades do clube, Praxedes revela que tem se mantido recluso e realizando treinos em casa: “Não tenho muito o que fazer no momento, mais ficar em casa mesmo. Eu tenho treinado bastante e tenho ficado com a família”.

Ainda, durante a entrevista, o jogador comentou a expulsão no clássico Grenal, ainda pela fase de grupos da Copa Libertadores. Praxedes, que foi um dos quatro atletas expulsos pelo lado do Inter, se disse tranquilo e aguarda pelo resultado do julgamento da Conmebol: “Infelizmente, aconteceu aquele fato que não deveria ter acontecido. Mas claro, faz parte por conta da rivalidade”.

Confira outras declarações do meia Praxedes:

Repactuação salarial

Todos os jogadores concordaram, na verdade. Nós entramos em acordo e todos aceitaram.

Sondagens de outros clubes

Sobre sondagens, nada chegou pra mim. Sobre contrato, a mesma coisa, deixo pra família e pro empresário cuidarem. O contrato atual com o Inter vai até 2022.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Eduardo Coudet e comissão técnica também passam por repactuação salarial no Inter
Preparador de goleiros do Grêmio aprova empréstimo de Megiolaro: “Goleiro precisa jogar”
Deixe seu comentário