Paulo Miranda completa 12 anos de carreira e projeta sequência no Grêmio: “Entrar ainda mais na história do clube”

Foto: (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Um dos destaques da temporada pelo Grêmio, o zagueiro Paulo Miranda tem motivos especiais para comemorar nesta quinta-feira. Mesmo de fora do jogo do Grêmio diante do América de Cali, ainda por conta da suspensão na Libertadores, o jogador completa, hoje, 12 anos de carreira.

Foi nesse mesmo dia que o jogador estreou com a camisa do Palmeiras, em 2008, pela Copa Sul-Americana. Após uma breve passagem no Verdão, o paranaense de Castro atuou pelo Oeste, onde foi campeão do Interior Paulista e com destaque foi contratado pelo Bahia. Na temporada de 2012, passou a defender o São Paulo, onde, em quatro temporadas, conquistou dois títulos: uma Eusébio Cup e uma Copa Sul-Americana.

Zagueiro de origem, o atleta também ganhou destaque atuando na lateral-direita onde conquistou um troféu Lance como melhor jogador da posição no ano de 2012. Após um longo período em solo brasileiro, o jogador desembarcou na Europa e se apresentou no RB Salzburg, da Áustria. Disputou 91 partidas e foi titular em todos os jogos. Ficou até a temporada de 2017 e conquistou cinco títulos, disputou a Liga dos Campeões e a Europa League.

Após se destacar na Europa, ser eleito o melhor zagueiro da Liga Austríaca e sua equipe ser a menos vazada da Liga Europa, foi contratado junto ao Grêmio no início de 2018. Logo em sua segunda partida com a camisa tricolor já balançou as redes pelo Campeonato Gaúcho. Na atual temporada, vem ganhando destaque com dois gols já anotados e bons números na conquista do tricampeonato gaúcho.

“Eu só tenho a agradecer a todos os clubes por onde passei. Em cada lugar tive um aprendizado importante para meu crescimento e se hoje tenho uma história é porque tive a oportunidade e mostrei que eu era capaz. Hoje, aqui no Grêmio, busca dar sequência com bons jogos, títulos e gols. Junto com a equipe quero dar alegrias ao torcedor e entrar ainda mais na história do clube,” afirma o camisa 28 do time gaúcho.

Desde sua chegada a Porto Alegre disputou 63 partidas e balançou as redes em quatro oportunidades. Além disso somou mais cinco títulos em solo brasileiro: três vezes campeão Gaúcho, uma Recopa Sul-Americana e uma Recopa Gaúcha. Ao todo, por equipes brasileiras, são oito taças na carreira.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Futebol

Compartilhe esta notícia:

Com Geromel e Kannemann juntos pela primeira vez nesta Libertadores, Grêmio encara o América de Cali
Positivo para COVID-19, Matheus Henrique desfalca o Grêmio por 15 dias
Deixe seu comentário