Paulo Luz fala sobre negociação de Diego Rosa: “É uma questão de sobrevivência do clube”

Foto: Divulgação / Grêmio

Quem atendeu a imprensa nessa quinta-feira (30) pós-classificação gremista para as semifinais do Campeonato Gaúcho, foi o vice de futebol tricolor, Paulo Luz. Dentre os assuntos, o dirigente falou principalmente sobre as negociações envolvendo a saída e a busca de novos jogadores.

Após uma reunião realizada no início da tarde desta quinta-feira com os presidentes da dupla, o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr., adiou para amanhã a decisão sobre a liberação ou não das semifinais do Campeonato Gaúcho na capital. Pelo lado gremista, Paulo Luz demonstrou otimismo: “A expectativa que nós temos, e que ficaremos muito satisfeitos, é que a Arena seja liberada. Diante de todos nossos cuidados e processos médicos, seria uma atitude que viria a premiar esses 4 meses de esforço.”

O dirigente também falou sobre a busca por reforços para o elenco, e sobre o centroavante André, que não vem sendo aproveitado pelo técnico Renato Portaluppi. Sua última participação em jogos foi em novembro do ano passado. Com futuro indefinido, o atleta pode ser negociado, mas por enquanto, treina normalmente no CT Luiz Carvalho: “O assunto André vem sendo tratado de forma muito assertiva pelo nosso diretor executivo Klaus Câmara e o staff do atleta. O objetivo do Grêmio é encontrar uma solução, uma negociação em que possa atender os interesses do clube e do atleta”.

“Nós temos consciência, pela demanda e calendário de jogos, que principalmente a lateral-esquerda, com a saída do Caio Henrique, e apesar da qualificação dos atletas que compõem essa posição, que é o Cortez e o Guedes, que vem apresentando um bom desempenho, precisamos de uma reposição, o mesmo ocorre com centroavantes”, destacou Paulo Luz. Após o empate contra o Novo Hamburgo, Renato Portaluppi admitiu que a diretoria está em busca de novos nomes para reforçar as duas posições.

Por fim, Luz abordou as questões que envolvem o volante Diego Rosa, cria da base que está sedo negociado com o Manchester City. O jovem de 17 anos não chegou a ser aproveitado no elenco principal. “O nosso interesse maior era que o Diego Rosa pudesse permanecer conosco. Há muitas circunstâncias em uma negociação de caráter internacional. O que posso dizer é que, se vier a se consolidar esse negócio, o Grêmio o fará porque os valores são muito interessantes. É uma questão de sobrevivência do clube”, disse o dirigente. A negociação com o clube inglês pode gerar aos cofres do tricolor valores de até 24 milhões de euros (cerca de R$ 145 milhões).

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Após reunião, Prefeito adia decisão sobre liberação das semifinais do Gauchão em Porto Alegre
Luto tricolor: Bolzan lamenta morte de vice-presidente: “Era um irmão”
Deixe seu comentário