Palmeiras discute novo corte salarial com o elenco

Foto: Twitter Palmeiras

Assim como a dupla Grenal, os clubes do resto do país estão negociando questões salariais com seus jogadores, visando minimizar os impactos causados pela crise do coronavírus. No Palmeiras, os atletas já tiveram 25% dos salários de maio e junho reduzidos. Agora, a diretoria do clube discute com o elenco um corte ainda maior nos pagamentos referentes à folha salarial de julho.

Buscando evitar insatisfações do grupo, a diretoria está negociando com representantes do elenco a melhor saída. Em maio, além da redução no departamento de futebol, o Palmeiras suspendeu temporariamente o contrato de alguns funcionários e colaboradores.

O trabalho com bola segue proibido até o dia 1º de julho em São Paulo. Os atletas, que se apresentam diariamente na Academia de Futebol, estão liberados apenas para treinos físicos. Não há previsões para o retorno do Campeonato Paulista, mas a diretoria alviverde já se manifestou dizendo só apoiará o retorno das competições, quando estas tiverem o aval das autoridades.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

tags: palmeiras

Voltar Todas de Capa Nacional e Internacional

Compartilhe esta notícia:

Prefeitura do Rio de Janeiro autoriza jogos com público a partir de 10 de julho
Barcelona anuncia venda de Arthur para Juventus; Grêmio irá lucrar com o negócio
Deixe seu comentário