Osmar Loss comenta sobre falta de gols e declaração de Galhardo: “Tem que falar para gente”

Osmar Loss comandou o Inter na última partida como treinador interino antes de Diego Aguirre assumir a casamata colorada

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

Neste domingo, o Inter empatou em 1 a 1 diante do Ceará, no estádio Beira-Rio, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida teve a presença nos camarotes do novo técnico colorado, Diego Aguirre. Enquanto o uruguaio não assume o comando do clube gaúcho, Osmar Loss seguiu na casamata. Após o jogo, treinador interino falou em entrevista coletiva.

Com gol de Edenílson, marcado de pênalti, o Inter terminou mais uma partida sem marcar gols de bola rolando. É o oitavo sem balançar as redes, sobre a marca negativa, Osmar Loss comentou: “A gente sabe que estamos enfrentando dificuldades. Mas os pênaltis e gols de bolas parada também são uma questão positiva que ajudam no processo. Temos que continuar em busca da evolução”.

Ainda, o interino comentou sobre a chegada de Diego Aguirre: “Toda a informação que temos da vivência serão transmitidas ao Aguirre. Temos todo um banco de informações que serão servidas para ele implementar o trabalho dele com o menor risco corrido”. E completou: “O Aguirre vai saber como usar melhor essas informações. São informações de dia-dia, de características de jogadores. Algo normal repassado para uma comissão técnica nova”.

No intervalo de jogo, Thiago Galhardo concedeu uma entrevista onde criticou a ineficiência colorada na hora de marcar gols. Loss comentou que não tinha conhecimento do que havia acontecido, e frizou que o plano de jogo estabelecido havia sido passado aos jogadores. “Acho que vocês estão avaliando mais os resultados que o ambiente interno. Essas declarações no intervalo não observei. Se eles falam tem que falar para gente e assim ajudarmos. Mas não acho que tem falta de controle”, completou.

O interino também respondeu acerca da utilização de Lucas Ramos no time titular no lugar de Taison, machucado. “É natural que o jovem oscile mais. Mas é um jogador que vem treinando bem e que teve destaque no início do Gauchão. É natural mas também temos que levar os pontos positivos. Torcida gosta de ter jogadores formados no clube”, analisou. Ainda, Loss frizou o que imaginou quando colocou Edenilson na lateral-direita e Patrick na lateral-esquerda: “Na minha avaliação vínhamos sofrendo nos lados do campo. Tentando reforçar o ataque, pensamos que seria importante ter jogadores com mais experiência no final da partida”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Grêmio goleia Inter e conquista Recopa Gaúcha 2020
No Beira-Rio, o Inter empata com o Ceará pelo Brasileirão
Deixe seu comentário