“O Grêmio foi roubado”, disse o técnico Renato Gaúcho após a eliminação da Libertadores

As explicações para a derrota do Grêmio por 2 a 1 para o River Plate na noite de terça-feira (30), que tirou o Tricolor da Libertadores da América, tiveram como foco a atuação do árbitro de vídeo. Em entrevista coletiva após o confronto pelas semifinais da competição, o técnico Renato Portaluppi fez fortes críticas à atuação do VAR e afirmou que o time foi “roubado”. As informações são da Rádio Grenal.

“Eu não falo de arbitragem, mas é inaceitável o que aconteceu neste jogo. Não vou culpar o árbitro da partida, mas é inaceitável o árbitro do VAR não chamar ele para rever o lance”, afirmou o comandante em referência ao primeiro gol dos argentinos, que ele alega ter sido feito com o braço.

“O Grêmio só não está classificado por causa do VAR. Se funciona, eu estaria sorrindo, a torcida feliz, e o Grêmio na final da Libertadores. Estaria tudo certo. O Grêmio foi roubado. Acho que o lance não tem dúvida. Será que era o Stevie Wonder [cantor cego] vendo o jogo naquela cabine? Como o cara não vê, com aquele monte de câmera, que o jogador faz o gol com o braço? Será que ele vai dormir hoje por causa disso? Acho até que vai,” disparou o treinador gremista.

As fortes reclamações também foram direcionadas à Conmebol. Nas palavras de Renato, se trata de “desrespeito” da entidade com o clube, que permitiu a entrada do técnico do River, Marcelo Gallardo, que estava suspenso, no vestiário do time argentino.

“É uma desmoralização da Conmebol. No mínimo, teriam que ter tirado o treinador do vestiário. Depois, vocês perguntam como eles [River] mandaram a escalação. Junta tudo isso com a palhaçada do VAR, faz uma salada e vê no que vai dar. Amanhã, a Conmebol suspende o Gallardo por cem dias, e o River está na final. Eu queria estar suspenso por 200 dias e na final. É uma humilhação da Conmebol, foi um desrespeito ao Grêmio “, criticou Renato.

Jogo

Com a Arena lotada, o Grêmio perdeu de virada para o River Plate. O Tricolor abriu o placar com Leonardo Gomes ainda no primeiro tempo, mas na segunda etapa cedeu o empate. A virada veio de pênalti confirmado pelo árbitro de vídeo depois que Scocco tentou o chute e a bola bateu no braço de Bressan, que havia entrado havia pouco tempo. Como o defensor já tinha cartão amarelo, ele foi expulso.

Grêmio ajuíza reclamação na Conmebol

Em reunião extraordinária do Conselho de Administração realizada ao final da manhã de quarta-feira, na Arena, o Grêmio decidiu ajuizar reclamação por descumprimento do regulamento geral da competição e do regulamento disciplinar, em face da participação do treinador do River Plate no vestiário durante o intervalo para instruções aos atletas do seu clube, assim como por meio de comunicação por rádio com seu auxiliar – estando ele suspenso pela Conmebol. A tipificação do fato, segundo o Grêmio, está devidamente comprovada no artigo 176 do regulamento geral da competição e artigos 19, 56 e 76 do regulamento disciplinar da Conmebol.

Além disso, o clube afirma que o primeiro gol do River Plate ocorreu em condição irregular, sem qualquer participação ou interferência do VAR, embora, diz o Grêmio, constatada a ilicitude.

“A Conmebol, antecipadamente aos jogos das semifinais, reuniu os clubes em sua sede e estabeleceu o fair play com vistas às disputas. Na ocasião, obteve concordância de todos os clubes em competir de forma limpa, cumprindo as regras do jogo, o que motiva o Grêmio a tomar suas providências”, diz a nota do clube.

Em face disso, uma comitiva liderada pelo presidente Romildo Bolzan foi escalada para ir ainda na quarta-feira a Assunção para protocolar reclamação e manter reuniões com autoridades da entidade.

Presidente da Conmebol

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, postou no Twitter que o Grêmio é bem-vindo, mas disse que “qualquer reivindicação deve ser apresentada perante a Unidade Disciplinar no tempo e forma contemplados pelo regulamento e será de competência exclusiva do Tribunal Disciplinar”.

Voltar Todas de Esporte

Compartilhe esta notícia:

O Grêmio perdeu para o River Plate por 2 a 1 e está fora da Libertadores
O Inter prossegue a sua rotina de preparação para o jogo contra o Atlético-PR
Deixe seu comentário