Novo rumo: O que o Inter procura em um coordenador técnico?

Os últimos resultados e a goleada sofrida pelo Fortaleza fizeram a direção colorada pensar em novas alternativas para recuperar a temporada

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

O Inter vive o pior momento na temporada. A derrota acachapante, no último domingo (06), para o Fortaleza, pelo placar de 5 a 1, veio para assentuar ainda mais as críticas aos jogadores e ao trabalho do técnico, Miguel Ángel Ramirez. Em reunião realizada ontem, a direção colorada optou continuar com o projeto apostando no treinador espanhol, entretanto, um novo rumo deverá ser tomado. E isto passa pela possível chegada de um Coordenador Técnico.

A função já era conhecida dentro dos corredores do estádio Beira-Rio. Além disso, o cargo foi diversas vezes usado como pauta na campanha eleitoral do presidente colorado, Alessandro Barcellos. Porém, após alguns nomes muito conhecidos serem tratados para ocupar a vaga, e nenhum acerto de fato com alguém, o assunto acabou perdendo forças no início desta temporada. Os últimos resultados apresentados pela equipe colorada no comando de Ramirez, fizeram a atual direção voltar atrás e novamente especular um profissional para o posto.

Antes de terminar as eleições, ainda em 2020, foram tratados alguns nomes como o de Pedrinho, atualmente comentarista no canal de televisão fechada “SporTV”, além de ex-jogadores mais do que conhecidos pela torcida colorada, como Tinga, Guiñazú e Falcão. Dessa maneira, quem chegou realmente a ter conversas mais profundas para assumir a posição foi o eterno camisa 5 do Inter. Sobretudo, ambos os lados não se agradaram e com isso um acordo final ficou longe de acontecer.

Mas por qual motivo Alessandro Barcellos e sua direção procuram este profissional? A função determinante é para que o enquadrado conduza um elo entre o grupo de jogadores, comissão técnica e dirigentes. Porém, outras atribuições ficam por conta do planejamento das atividades voltadas para o alto rendimento esportivo do grupo de jogadores. O escolhido deve estar totalmente atento no desempenho grupal e individual do elenco, mantendo um controle rigoroso das propostas estabelecidas.

Basicamente, o Coordenador Técnico serve como o braço direito do técnico de um clube profissional de futebol. Semelhantemente a um auxiliar, mas muito mais focado na produtividade em nível máximo que uma equipe de alto rendimento pode propôr. A comunicação é um ponto importantíssimo tratando-se deste cargo, tendo em vista que, o mesmo realizará a condução de entendimento dos jogadores para a comissão técnica, além de atualizar constantemente a gestão do clube. Nesta nova busca, o Inter ainda não divulgou nomes a serem consultados.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Fernando Henrique revela inspiração em Casemiro e comemora oportunidades recebidas
Pedida forte: Herrmann fala sobre negociação com Ferreira e estreia de Douglas Costa
Deixe seu comentário