Klauss Câmara concede entrevista exclusiva à Rádio Grenal

Foto: Divulgação / Grêmio

Na tarde da última segunda-feira (5), o ex-executivo de futebol do Grêmio, Klauss Câmara concedeu uma entrevista à Rádio Grenal. Demitido após a derrota por 2 a 0 contra a Universidad Católica, no último dia 16, o ex-dirigente falou sobre o momento que antecedeu sua saída e as questões envolvendo Thiago Neves e a cláusula em seu contrato, motivo que fez o mesmo ser reincidido.

Como os questionamentos a cerca de Thiago Neves também movimentaram bastante os motivos da sua demissão, Klauss tentou deixar claro que sua participação no que dizia respeito ao jogador, eram apenas suas funções como funcionário: “Quando o Thiago Neves chegou, ele era unanimidade. O Amodeo sugeriu a cláusula que renovava o contrato do Thiago Neves com 40% de partidas jogadas relatadas em súmula em 2020. Eu sempre fui responsável por tudo aquilo que eu fiz, e o contrato do Thiago Neves não foi de responsabilidade minha.”

E nas suas declarações sobre o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, o ex-executivo gremista, ressaltou sua admiração pelo menos, sabendo de sua conduta: “O presidente Romildo é um grande líder, com uma capacidade incrível de gestão.”

“Conhecendo a pessoa do presidente Romildo, eu tenho certeza que a minha demissão não se definiu pela questão do contrato do Thiago Neves.”, acrescentou.

Após a chegada de Klauss, que teve passagens por Figueirense e, logo na sequência, exerceu o cargo de coordenador das divisões de base de Athletico-PR, Fluminense e Cruzeiro, o Grêmio teve a contratação de vários nomes da equipe cruzeirense, causando polêmica com a torcida, mas Klauss negou que por ter trabalho no clube, interferiu em algo relacionado à isso: “Essa questão dos atletas do Cruzeiro não é correto dizer que vieram só porque trabalharam comigo.”

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Grêmio negocia ida de Patrick para o Vasco da Gama
Sem avanço com Pepê, Porto garante contratação de Felipe Anderson
Deixe seu comentário