Justiça suspende as atividades da torcida do Inter Guarda Popular


Por: marcelow,

O juiz Marco Aurélio Martins Xavier, do Juizado do Torcedor e Grandes Eventos, decretou, a pedido do Ministério Público, a suspensão, por até 90 dias, das atividades da torcida Guarda Popular, do Internacional.

No domingo (20), no estádio Beira-Rio, alguns integrantes ligados à torcida organizada atacaram com pedras torcedores do Vasco. Três colorados foram identificados e proibidos de ir a jogos do Inter até o final deste ano. Com um deles, foi encontrada uma faca e dois foguetes.

“Foram fatos graves, que têm sido tratados com rigor por este Juizado do Torcedor, uma vez que desvirtuam o sentido do futebol, transformando a rivalidade desportiva em pretexto para atos criminosos”, avaliou o magistrado.

Outra ocorrência também foi captada pelas câmeras de vídeo do estádio durante a partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Após uma discussão, um torcedor desferiu um soco em outro, que desmaiou. O agressor deve se apresentar em uma delegacia nos dias de jogos do Inter até a realização de audiência, marcada para 6 de novembro.

 

Comentários

>