Inter vence América-MG por 1 a 0, vai para os pênaltis, mas é eliminado da Copa do Brasil

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Em desvantagem no placar geral, o Inter foi até Belo Horizonte para enfrentar o América-MG, pelo jogo de volta da Copa do Brasil. Após perder a ida por 1 a 0, no Beira-Rio, o time do técnico Abel Braga chegou com novidades na escalação. Titularidade de D’Alessandro e Leandro Fernández foi o diferencial.

PRIMEIRO TEMPO

E a partida se iniciou com alta intensidade, os dois time apostando na correria e investindo em contra-ataques. O Inter, em uma diferente formação, o 4-2-3-1 foi o novo esquema de Abel Braga. E as tentativas mais perigosas vieram do lado colorado, aos 7 minutos, D’Alessandro tabelou com Rodinei e inverteu para Leandro Fernández. O atacante devolveu ao camisa 10, que colocou no meio da área. Messias cortou.

Inter se manteve em vantagem durante o primeiro tempo. Ficando com a bola e ocupando o espaço do América, avançando quase sempre pelos lados. Mas com dificuldade para entrar na área.

Aos 18 minutos, em uma lance favorável ao mandante, João Paulo pegou o rebote e soltou a bomba. No entanto, a bola passou rente ao travessão. Ainda assim, o América-MG dava pouco espaço ao Inter, que girava a bola de um lado a outro, mas não dava perigo ao goleiro Matheus Cavichioli.

Ademais, o restante do primeiro não teve lances de alta perigosidade. Enquanto o Inter se mantinha insistindo em chutões dos zagueiros, o América tentava roubar a bola do colorado e insisitar na correria dos contra-ataques.

No entanto, o primeiro tempo se encerrou e as duas equipes se mantiveram empatadas em 0x0.

SEGUNDO TEMPO

Já na segunda etapa, a bola rolou com um pouco mais de lentidão, por parte das duas equipes. A troca de passes se mostrou mais presente, sem compromisso na busca do gol.

Uma falta perigosa para o América levou Marcelo Lomba a fazer difícil defesa. Já a outra para o Inter na sequência, aos 20 minutos, não levou perigo ao gol de Matheus Cavachioli.

O relógio marcava 35 minutos e o placar se mantinha com 0 gols para os dois lados. O América tentava recuar, enquanto o colorado ia para cima do mandante em busca de abrir o placar.

Sem conseguir a conclusão das jogadas, quem ia roubando a bola era o dono da casa. Aos 39 minutos, o Coelho foi ao ataque, Alê tocou para Ademir, mas recebeu corte do zagueiro colorado, Cuesta.

E no apagar das luzes, após chuveirinho, Galhardo cabeceou para Yuri Alberto, que fuzilou a goleira de Matheus Cavichioli. E a decisão ficou para os penâltis.

E durou tanto que chegou as cobranças alternadas.

Galhardo errou a primeira cobrança e o Uendel a última, garantindo a classificação do América-MG.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

“Jogo sem erros”: Galhardo projeta postura colorada para passar pelo América-MG
Abel explica escolhas e eliminação colorada: “Não tem tática. Não tem estratégia”
Deixe seu comentário