Inter perde para Chape em jogo chuvoso na primeira rodada do Brasileirão


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal

Chuva forte em Chapecó. Foi nessas condições que iniciou o primeiro jogo do Internacional no Campeonato Brasileiro de 2019. A partida contra a Chapecoense, marcada pela tempestade e poças d’água no campo, iniciou neste sábado (27) às 19h na Arena Condá.

O Inter veio com a maioria do time reserva e sofreu a primeira chance clara de gol vinda da Chape aos sete minutos do primeiro tempo. Everaldo entrou na área, parou em uma poça e recuou para Alan Ruschel. O ex-jogador do Internacional mandou uma bomba com a perna esquerda, mas Lomba espalmou – escanteio para a Chape. Um minuto depois, Neilton, do time colorado, arriscou de longe e forçou Tiepo a mandar a bola para escanteio.

Um pouco depois, aos 11 minutos, Márcio Araújo limpou a bola de Nonato e bateu firme para a defesa de Lomba. Já aos 21, foi a vez de outro ataque do Inter – Camilo cobrou falta diagonal para Sóbis desviar de cabeça e mandar a bola direto para a linha de fundo. Na parte inicial da primeira etapa, a Chape teve ligeiramente uma maior posse de bola, mas a partir dos 30 minutos isso se inverteu com o time colorado conseguindo reequilibrar a partida.

Aos 42, na cobrança de uma falta diagonal pela Chape, a bola desviou na defesa e foi para escanteio. Foi quando o árbitro Raphael Claus resolveu conferir com o árbitro de vídeo, novidade no Brasileirão, se havia acontecido um toque de mão. Depois de parar o jogo por cerca de dois minutos, Raphael Claus marcou o pênalti para o time alviverde, alegando que a bola havia batido no braço de Emerson Santos. O jogador ainda recebeu cartão amarelo. Depois de quatro minutos do lance, aos 46, Everaldo cobrou o pênalti e marcou o gol. 1×0 para a Chape.

Aos 47, Pottker ainda tentou devolver o gol com jogada pela direita e toque para Camilo, que mandou uma bomba para o gol, mas Tiepo defendeu. Aos 48, teve fim o primeiro tempo com vitória parcial do time de Chapecó.

Já no início da etapa complementar, aos dois minutos, Márcio Araújo pegou a bola de primeira, que desviou e foi muito próxima à trave. Aos cinco, Douglas, da Chape, obstruiu Pottker para evitar o contra-ataque e levou um cartão amarelo. Um minuto depois, Tiepo fez defesa importante novamente e evitou o gol de cabeça de Lindoso e, depois, de rebote, de Emerson Santos. Aos oito, novamente perigo na área da Chape – Camilo soltou uma bomba que explodiu na defesa e, em sequência, Bruno bateu rasteiro no tiro de meta.

Aos nove, troca no Inter: Camilo saiu para entrada de Álvez. Logo depois, defesa de Tiepo novamente em passe de Rafael Sóbis para Uendel, que chutou pela esquerda. Após dois minutos, nova substituição no time colorado: dessa vez, entrou Sarrafiore no lugar de Pottker. Aos 17, a Chape voltou a atacar: Everaldo recebeu na área e finalizou cruzado para Lomba defender. Um minuto depois, outra grande defesa do goleiro colorado em chute do mesmo jogador alviverde.

Aos 20, começou a rodada de substituições. Em troca da Chapecoense, saiu um ex-jogador do Inter para entrar outro: Aylon no lugar de Ruschel. Dois minutos depois, mais uma substituição: Diego Torres saiu para entrada de Amaral no time catarinense. Aos 23, saiu Emerson Santos para entrada de Moledo no Inter e aos 32,Renato fica de fora e vem Régis na Chape.

Chegando ao fim da etapa complementar, aos 36 minutos, Álvez aproveitou sobra de bola na área do time mandante e finalizou de bate-pronto, mas a bola subiu muito e foi para fora. Três minutos depois, foi a vez do alviverde chegar na grande área colorada com apenas Moledo na marcação. Renato recebeu sozinho e tentou encobrir Lomba, mas acabou entregando a bola para o goleiro do Internacional. Aos 42, em um dos últimos lances do jogo, Everaldo recebeu dentro da área, girou sobre Moledo e bateu no canto esquerdo. Gol da Chapecoense. 2×0 contra o Internacional. Aos 47, Raphael Claus encerrou a partida e o Internacional saiu perdedor nessa primeira rodada de Campeonato Brasileiro.

Comentários