Inter diz que irá contatar a Conmebol após incidentes durante partida no Chile

O Inter irá contatar a Conmebol diante dos episódios ocorridos no Estádio Nacional durante o final da partida, contra a Universidad de Chile, nesta terça-feira. Já no final de jogo, os torcedores provocaram um foco de incêndio nas arquibancadas. Arremessos de cadeiras e objetos para dentro do campo também foram registrados.

Em entrevista após o resultado em 0 a 0, a direção, que já havia comunicado a entidade com sinal de preocupação quanto à onda de protestos na capital Santiago, afirmou que irá formalizar uma “preocupação” sobre os incidentes que aconteceram no jogo.

“Vamos juntar todos os elementos com o nosso departamento jurídico. Essas pessoas não queriam ver o jogo. Queriam fazer um protesto legítimo, mas não deveria acontecer aqui no estádio. Não podemos transmitir isso para dentro do campo, é uma competição longa que tá só começando e que envolve outros países”, declarou o vice de futebol do colorado, Alessandro Barcellos.

A situação também gerou críticas pela atitude da arbitragem. Na avaliação de Edenilson, o jogo deveria ter sido paralisado. “Não somos nós que decidimos se joga ou não joga, se paralisa ou não. Acredito que atrapalhou o Lomba, o goleiro que estava do lado (da confusão). Tem que ser pausado.”

Com o empate em 0 a 0, o Inter precisa de uma vitória por qualquer placar para garantir a vaga para a terceira fase da pré-Libertadores. Empate sem gols leva o confronto para a decisão por penalidades, enquanto igualdade com gols garante a vaga para a Universidad de Chile. O jogo de volta acontece na próxima terça (11/02), às 19h15, no estádio Beira-Rio.

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

Voltar Todas de Esporte

Compartilhe esta notícia:

Inter empata em 0 a 0 com a Universidad de Chile em estreia na Libertadores
Grêmio tem treino específico de jogadas de ataque e Jean Pyerre em trabalho de recuperação
Deixe seu comentário