Inter cobra na Fifa multa de 40 milhões de euros referente à saída de Bruno Gomes

Foto: (Divulgação/Estoril)

O Inter está requerendo na Fifa um montante de 40 milhões de euros referente ao centroavante Bruno Gomes, que está acertado com o Paraná Clube. A cobrança se refere à multa rescisória do jogador, que deixou o clube colorado após litígio ainda em 2017.

À época, após atuar por empréstimo no Estoril, de Portugal, o jogador voltou para Porto Alegre, já que não houve acerto para que os portugueses efetuassem a compra dos direitos. Poucos meses depois, já no estádio Beira-Rio, o atleta ingressou na Justiça do Trabalho com a alegação de atraso referente aos direitos de imagem. Com o indeferimento de duas decisões, recorreu ao Tribunal Superior do Trabalho (TST). Com um habeas corpus concedido pela Corte, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) liberou Bruno do vínculo com o colorado.

Com a liberação, o jogador retornou para o Estoril, onde permaneceu até 2018. Neste imbróglio, o Inter busca rever o valor da multa rescisória de 40 milhões de euros, prevista em contrato, junto à Fifa. Ainda não há prazo para a manifestação da entidade. O departamento jurídico do clube monitora a ação.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Internacional

Compartilhe esta notícia:

Ex-Inter, Rodrigo Paulista critica gestão de Piffero: “Trancou o surgimento de outros garotos da base”
A pedido de empresário, Grêmio antecipa volta de Jhonata Robert junto ao Cruzeiro
Deixe seu comentário