Inter apresenta orçamento sem déficit para 2021

Conselho de Gestão apresentou orçamento mais conservador para 2021

Foto: Divulgação / S. C. Internacional

O Inter apresentou seu novo plano de orçamento para a temporada 2021. Os valores esperados já haviam sido apresentados para este ano, contudo, foi refeito pela nova gestão do clube por uma recomendação do conselho fiscal. Visando números mais conservadores, o clube tem como projeto a economia em diversas áreas para combater o endividamento a curto e longo prazo.

Com o difícil cenário sendo apresentado na última temporada, e que continuará pelo menos por esta também, o clube tem como proposta reduzir seus custos e despesas, para assim aumentar suas receitas e a busca pela eficiência em todas as áreas. Para este segundo ano de pandemia, as projeções de receitas são mais conservadoras nos aspectos relacionados à premiação por atuação nas competições que o clube disputará ao longo dos meses. Ou seja, o clube não incluiu o percentual ganho das fases que o Inter jogar na Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro, Campeonato Gaúcho e Copa do Brasil. Com isso, será levado em extrema consideração a projeção de atletas e suas vendas, para equilibrar o caixa financeiro. Em entrevista exclusiva para a Rádio Grenal, o presidente colorado, Alessandro Barcellos, estipulou o valor em R$ 90 milhões em vendas.

Na parte de custos e despesas, a diferença pode ser pequena daquela apresentada em dezembro de 2020 da realmente planejada para dezembro de 2021. Entretanto, dito pelo próprio mandatário, explicou a eficiência que esta redução dará aos cofres colorados ao longo prazo: “Notaremos uma economia significativa que, anualizada, pode trazer aproximadamente R$ 55 milhões para o caixa do clube a partir de 2022“, revela Barcellos.

Ainda, para ajudar no poderio orçamentário do clube, recentemente, anunciado pelo Conselho de Gestão, Giovane Zanardo foi promovido a CEO do Inter. O colorado tem como planejamento canalizar os custos economizados, para, além de enfrentar as despesas previstas, ter a capacidade de investimento no futebol masculino e feminino do clube. Além de ser adicionado uma verba em outras áreas, como confirmado por Zanardo: “Também na formação de atletas e na aplicação da ciência de dados para melhorar o acerto nas decisões de investimentos, trazendo para o clube um aumento da eficiência operacional”.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Em entrevista exclusiva, Alessandro Barcellos fala sobre Taison e sondagem por Yuri Alberto
Brasil de Pelotas x Inter: escalações, arbitragem, momentos e transmissão
Deixe seu comentário