Inter apresenta balanço de 2019 e aguarda aprovação das contas

Balanço de 2019 apresentou uma redução em relação ao déficit previsto

Foto: (Divulgação/S.C.Internacional)

Por meio de videoconferência, em ação inédita no clube, a atual gestão do Inter apresentou, nesta quinta-feira, em reunião do Conselho Deliberativo, o Relatório do Conselho de Gestão e exame do Balanço Geral do exercício de 2019. Os números tiveram avaliação positiva em virtude de uma redução em relação ao déficit previsto.

Ao todo, 213 conselheiros participaram da sessão que foi comandada pelo presidente do Conselho, José Aquino Flôres de Camargo. Após a apresentação dos números, a partir de agora, resta a votação pela apreciação do conteúdo apresentado, que está disponível de maneria virtual até às 17h desta sexta-feira.

A expectativa é pela aprovação do pleito, conforme o conselheiro fiscal do clube, Eduardo Toniolo, em entrevista à Rádio Grenal. Com a venda de Nico López, especialmente, o clube fechou a última temporada com um déficit menor do que o previsto, de R$ 13 milhões para R$ 3 milhões: “Supera consideravelmente o esperado. A venda do Nico (López) ajudou bastante. O déficit de 3 milhões podemos considerar um resultado zero. 3 milhões é muito dinheiro, mas dentro do cenário do clube é um déficit pequeno.”

Apesar do saldo positivo do ano passado, não há tempo para comemorar em meio ao cenário de crise com a Covid-19. Com a paralisação do futebol, a queda na arrecadação de receitas é o principal impacto: “O que mais preocupa é o que vai entrar de dinheiro no caixa do clube, diante dessa situação. Não sabemos o que vai ser esse impasse.”

A preocupação com a volta do futebol está ligada, especialmente, com as cotas de transmissão, que é responsável pela maior fatia de receita prevista para este ano. A venda de atletas segue sob observação, mas com uma análise otimista também em virtude da situação financeira de outros clubes.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Grêmio recebe aval para postergar pagamento da 1ª parcela do empréstimo de Caio Henrique
Grêmio vê venda de jogadores como ‘inevitável’ e prioriza saúde financeira do clube
Deixe seu comentário