Inter anuncia acordo pela readequação salarial do grupo de jogadores

Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

Assim, como era previsto, o Inter oficializou, nesta terça-feira, a conclusão do acordo junto ao grupo de jogadores por uma readequação salarial, em virtude do cenário de prejuízos por conta da crise da Covid-19.

Conforme o comunicado do departamento de futebol, a medida segue o plano de contenção de gastos montado pela gestão, que prevê um prejuízo de R$ 100 milhões em perda de receitas. A readequação que será aplicada a partir do mês do maio, não teve maiores detalhes divulgados, por questões de confidencialidade. No informe, foi destacado a posição dos atletas que se mostraram compressíveis com o cenário.

“É o pior momento financeiro e econômico da história do clube”, avalia vice-presidente do Inter sobre a crise com a Covid-19

Contudo, o que se sabe a partir das medidas divulgadas pelo clube para a redução dos gastos, é que está previsto uma redução orçamentária de até 30% em todas áreas do clube, o que se aplica ao departamento de futebol.

Os jogadores seguem de férias até o dia 30 de abril.

Confira a nota do departamento de futebol

O Sport Club Internacional comunica que, em comum acordo com o grupo de jogadores e atendendo às perspectivas negativas de impacto financeiro devido à pandemia mundial, realizou as adequações necessárias no período de interrupção das atividades e competições. Entendendo as dificuldades da entidade, os profissionais se mostraram dispostos e compreensivos para realizarem as repactuações.

A medida adotada pelo Departamento de Futebol segue o plano de contenção de despesas estabelecido pelo Clube. A direção destaca a postura extremamente profissional do grupo de atletas e, por questões de confidencialidade, não revelará maiores detalhes do acerto.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

“Se for dada a possibilidade de jogar sem público, acho que vamos conseguir voltar em breve”, aponta Romildo Bolzan
Presidente do Grêmio esclarece discussão sobre pagamento das cotas de TV
Deixe seu comentário