Inter ainda registra déficit de R$ 33 milhões nas contas


Por: Valéria Possamai,

A quarta-feira foi apresentação de contas no Inter. A atual gestão comandada pelo presidente Marcelo Medeiros divulgou o balanço dos primeiro quatro meses de 2019, em um café com os jornalistas. O déficit do colorado está em 33 milhões.

Apesar do número negativo na receita, a atual gestão considera melhor do que o esperado, tendo em vista a situação que a direção assumiu em 2017, ano em disputou a Série B.

“Cenário difícil, de bastante desafios, mas é um cenário que vem melhorando. Sabíamos desde 2017 que não seria tarefa fácil, nem de se resolver em curtíssimo prazo. O déficit de 33 milhões, foi melhor que imaginávamos, mas de forma alguma nos deixa descansados”, declarou o Diretor executivo de finanças do Giovane Zanardo.

Dentro do cenário de endivamento vale duas ressalvas. Este primeiro quadrimestre ainda não leva em conta as receitas dos direitos de transmissão de TV.

O segundo, é em relação ao total da porcentagem do déficit. Zanardo explicou que a dívida, contudo, é menor. Isto porquê, no total, está adicionado a dívida da Bril, empresa que apoiou financeiramente a remodelação do Beira-Rio. Esta pendência trata-se da obrigação do Inter em ceder espaços para empresa no estádio. A Bril detém 5 mil cadeiras e camarotes para exploração. Com a comercializado destes espaços, a empresa sana o valor de sua dívida.

Diretor executivo de finanças do Giovane Zanardo apresenta números da gestão. Foto:(Rádio Grenal)

Diante deste quadro, a direção afirma que está é uma dívida que será paga de “braços cruzados”.

Durante a explanação dos resultados, a situação do quadro social apresentou evolução.  De dezembro de 2017 até abril de 2019, o número de sócios apresentou a maior porcentagem de crescimento, chegando aos 120 mil, que representa uma renda de quase 6 milhões.

Além disto, o clube melhorou o desenvolvimento de gerar lucros. A EBITDA como é denonimado o indicador vem apresentando números positivos desde 2018.

Giovane Zanardo explica situações das dívidas do Inter. Foto:(Rádio Grenal)

Um quesito que vem sendo analisado com cautela é quanto às despesas operacionais. Neste quadrimestre, foi registrado 29.441, enquanto o número projetado era de 27.691.

Os números da gestão também foram apresentados aos conselheiros do clube.

Comentários

>