Insistência de Coudet em clássicos, Musto se desculpa com a torcida e não vê lance para expulsão

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Mais uma vez, Damián Musto chamou atenção em um clássico Grenal. O volante foi expulso no segundo tempo do empate em 1 a 1 no clássico 428, que ocorreu no sábado (3), na Arena, pela 13ª rodada do Brasileirão. Essa foi a segunda expulsão do argentino nos seis clássicos disputados. O lance do ocorrido foi aos 24 minutos do segundo tempo, quando o volante acerta Diego Souza no rosto com o braço. O árbitro da partida recorreu ao VAR e Musto, que já havia sido advertido com um amarelo antes, tomou o segundo e foi expulso.

Após a partida, o jogador pediu para se manifestar e a assessoria colorada compartilhou um vídeo onde o próprio se desculpava com a torcida e questionava a decisão do árbitro. De acordo com Musto, Raphael Claus foi rigoroso ao aplicar o cartão vermelho. Segundo o volante, ele sentiu quando Diego Souza fez carga por trás e esticou o braço para impedir sua passagem, e não para acertá-lo no rosto.

“Para esclarecer como foi. Sinto que Souza me choca por trás. Quando viro, sinto que vai pelo outro lado, e o único que penso foi abrir o braço, mas não para acertar na cara, apenas para não deixá-lo passar. Sinto que é uma explicação que posso dar. Não há muito mais o que explicar. Sinceramente, estou doído, mas em nenhum momento arrependido porque não fiz nada para ser expulso. Sinto que foi um pouco rigoroso com a expulsão”, disse o jogador.

Contratação do Inter a pedido de Eduardo Coudet, Musto foi o primeiro reforço contratado nesta temporada, mas ainda não conseguiu conquistar a torcida colorada com seu jogo. A excessividade de faltas desnecessárias e um jogo mais lento e truncado, muitas vezes atrapalham uma equipe treinada para ser mais dinâmica, intensa e de alta marcação. No entanto, parece agradar o técnico. Em todos os clássicos deste ano, Musto estava entre os titulares. E não só no Grenal, na temporada, o medalhão de Coudet se fez muito presente na titularidade.

“Passou novamente. O que posso dizer é que estou orgulhoso desta equipe, de alma, como luta por cada jogo. Peço desculpas ao time, aos torcedores, à instituição, por deixá-los com um menos. Tenho orgulho dos companheiros que tenho e não os troco por nada”, finalizou.

Após um domingo de folga, a equipe colorada se reapresenta nesta segunda-feira (5) pela manhã. O Inter volta a campo pelo Campeonato Brasileiro na próxima quinta-feira (8), às 21h (de Brasília), para enfrentar o Bragantino no Estádio Nabi Abi Chedid, pela 14ª rodada.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Grenal 428 termina empatado em 1 a 1 e com expulsões na Arena
Situação da tabela e próximos desafios: como o Inter pode recuperar a liderança do Brasileirão
Deixe seu comentário