Herrmann fala em “fato novo” e Romildo explica termo: “É a vitória”

Após nova derrota no Campeonato Brasileiro, Marcos Herrmann, Tiago Nunes e Romildo Bolzan falaram em entrevista coletiva

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Na noite dessa quarta-feira (30), o Grêmio perdeu mais uma vez no Campeonato Brasileiro. Na Serra Gaúcha, o tricolor não conteve a efetividade ofensiva do Juventude e perdeu pelo placar de 2 a 0. O resultado culminou em uma crise generalizada no clube, que necessita sair o quanto antes da última colocação da competição.

MARCOS HERRMANN

O pós-jogo em Caxias do Sul foi de muita movimentação para o tricolor gaúcho. Após longa espera para começar a coletiva de imprensa, Marcos Herrmann foi quem primeiro representou o Grêmio. Especulava-se que a demissão de Tiago Nunes era inevitável, porém, o vice presidente gremista garantiu a permanência do treinador. “Precisamos de um fato novo, mas não será a saída da comissão técnica”.

Mesmo com a pressão da torcida pedindo a saída do técnico gaúcho, Herrmann respondeu compreender o momento, porém, explicou que muitos não sabem sobre o trabalho realizado no dia-dia do clube. O dirigente diz-se estar, junto de todos, chocado com os resultados ruins, e que estava mantendo a conviccção no trabalho da comissão técnica.

TIAGO NUNES

Caso Tiago fosse demitido ainda na noite de ontem, era provável que não falasse em entrevista coletiva. Contudo, o treinador recebeu nova chance e foi-se comunicar com a torcida através dos questionamentos da imprensa. “Futebol eu sei que é resultado, um clube como o Grêmio é necessário vencer. Estamos insatisfeitos com esse sequência ruim”, proferiu.

Tiago fez questão de ressaltar que os maus resultados é, unicamente, por causa do desempenho no campo e que não há nenhum tipo de problema externo que possa estar atrapalhando. “Eu sei que como comandante sou o responsável pelas performances”. Ainda, o treinador gaúcho comentou encarar o pedido de demissão por parte da torcida como algo natural: “Respeito a opinião deles e eu tenho que trabalhar para vencer”.

ROMILDO BOLZAN

Por último, o presidente gremista, Romildo Bolzan Jr. também fez questão de se comunicar ao torcedor gremista no momento delicado. Questionado sobre o termo usado por Herrman, “Fato novo”, e qual era seu significado, respondeu: “O fato novo é a vitória. Ou ganhamos um jogo ou começamos de novo o trabalho”.

O presidente reiterou que todos estavam indignados com a situação. Avaliou que o trabalho de Tiago Nunes é bom, mas que os resultados não. Além disso, Romildo deixou claro que não romperá nenhum contrato com atleta: “Esta possibilidade não existe. Se sair algum jogador será por negociação”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Grêmio perde para o Juventude por 2 a 0 e segue na lanterna do Brasileirão
Aguirre elogia Cuesta e Patrick e comenta retorno ao Beira-Rio: “Esperava uma vitória”
Deixe seu comentário