Herrmann exalta vitória e defende torcedores que protestaram antes da partida: “Muito legítimo”

Marcos Herrmann falou em entrevista coletiva após a vitória gremista sobre o Cuiabá na Arena Pantanal

Foto: Reprodução / Grêmio FBPA

Em busca da retomada no Campeonato Brasileiro, o Grêmio voltou a vencer na competição. Apesar do feito, a vitória sobre o Cuiabá por 1 a 0, manteve o tricolor na penúltima colocação na tabela. Porém, a vitória aproximou o clube gaúcho que agora depende de si mesmo chegar pelo menos na 17ª posição. Marcos Herrmann, vice-presidente gremista, falou após a vitória no Mato Grosso.

Exaltando a vitória , Herrmann destacou ser importante para dar a volta por cima somando mais três pontos. Em relação a Campaz, o dirigente comentou que o colombiano estava por desembarcar em Porto Alegre ainda na noite dessa quarta-feira e que realizaria os exames hoje. “Nós estamos trabalhando para conseguir colocá-lo em condições de jogo. Pra esse final de semana não será possível, mas segunda provavelmente ja estará no BID”, completou.

O ônibus que levava a delegação gremista para a Arena Pantanal foi recepcionado com protestos que alguns torcedores presentes. Foram arremessadas pipocas em direção ao veículo e cânticos em forma de protesto, além de faixas com os dizeres “É us guri do Rebaixasamba” e “Banda de Pagode do Grêmio: Inimigos da Vitória”, em alusão aos jogadores que foram flagrados em festa no último domingo. Sobre o fato, Herrmann respondeu: “Eu acho normal que em um clube como o Grêmio o torcedor se manifeste. É sempre muito legítimo”.

Além disso, Herrmann saiu em defesa de seus jogadores envolvidos na polêmica: “A gente sabe da pandemia, mas fazem dois anos que não saímos de casa. Alguma vez você não se encontrou com um, dois, três amigos e suas respectivas para jantar? É normal. Depois de dois anos está todo mundo afim de dar uma volta”. E seguiu: “Cada um tem que fazer sua reflexão e ver a gravidade do assunto. Claro que tem que se cuidar, e a gente se cuida. É preciso ter um pouco de bom senso e analisar a situação com frieza”.

Marcos Herrmann também respondeu acerca da situação de Maicon, que com menos de 30 minutos de partida teve de ser substituído: “Estou muito sentido com o caso do Maicon hoje. Ele estava realmente deprimido com a situação, e quando conseguiu voltar a jogar, aconteceu isso ai. Eu sou fã incondicional do futebol dele”. O jogador virou incógnita para o confronto diante do Bahia, e Herrmann projetou: “Nós vamos jogar duro para alcançar o resultado no fim de semana que é muito importante”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Felipão diz que Brasileirão é prioridade e fala sobre festa envolvendo jogadores do Grêmio
Resgate da confiança: Felipão tem campanha de G6 em início de trabalho no Grêmio
Deixe seu comentário