Herrmann destaca mobilização para vencer o Flamengo: “Nosso pessoal estava pilhado”

Tricolor bateu o Flamengo no Maracanã e se aproximou do primeiro colocado fora da zona do rebaixamento

Foto: (Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Após 10 partidas sem vitórias sobre o Flamengo, Grêmio voltou a triunfar diante dos cariocas. Com gol de Borja, o tricolor bateu o rubro-negro no Maracanã e encaminhou boas chances de sair da zona do rebaixamento em breve. Após a partida, o vice-presidente gremista, Marcos Herrmann, falou em entrevista coletiva.

O vice destacou o jogo como emblemático, elogiando o time flamenguista e elencando como um dos melhores do país. Herrmann exaltou a dificuldade em vencer no Maracanã, além da boa partida protagonizada pelo elenco do técnico Felipão. “Hoje um time bem mais organizado, buscamos o resultado o tempo todo e podia ser mais amplo”.

Ponto crucial para, o dirigente considerou como fundamental o anímico do time. Herrmann relembrou ser o segundo jogo vencido no Maracanã, tendo em vista que bateram o Fluminense no estádio. “Nosso pessoal estava hoje pilhado para fazer uma boa partida, muito motivados”, completou o vice-presidente gremista.

Enfático, Herrmann não fugiu ao ser questionado sobre os acontecimentos extra campos envolvendo Grêmio e Flamengo: “Isso inflamou as diretorias, devo reconhecer. Os jogadores tinham a questão do campo que era muito importante para eles. Nós da diretoria estavámos muito chateados, pois foi um regulamento que não foi cumprido. Óbvio que os 19 clubes querem torcida no estádio, mas os 19 clubes querem que o regulamento seja seguido.”

Citando diversos jogadores do plantel, Ruan e Rodrigues foram elogiados pelo dirigente, que sublinhou suas evoluções. Além disso, o Herrmann elogiou os novos estrageiros: Borja, Villasanti e Campaz. O vice deixou claro sobre a adaptação na cidade e do idioma acerca do último citado. Mateus Sarará também virou pauta: “Isso eu já sei há muito tempo (sobre sua qualidade). Sempre acompanhamos ele e por isso trazemos ele da transição para o profissional. E não é só ele, esta safra não terminou”.

Além dos atletas do plantel, Herrmann também destacou o trabalho de Felipão, no qual tem sido fundamental para retirar o tricolor da zona do rebaixamento: “Começamos a somar pontos e logo percebi que estavámos fazendo algo diferente. Precisavámos de tempo. Superavit além de dar títulos, da capacidade de investimento, e de não nos individarmos com terceiros”.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Felipão exalta vitória no Maracanã, mas mantém pés no chão
Aguirre elogia Moisés e banca titularidade de Patrick: “Terá muitas oportunidades comigo”
Deixe seu comentário