Herrmann admite desgaste em relação com Ferreira mas ressalta: “É um jogador de qualidade e que nós contamos”

O tricolor bateu a Chapecoense de virada por 2 a 1, nessa segunda-feira, na Arena do Grêmio

Foto: (Reprodução/Grêmio FBPA)

Começou com susto, quando Anselmo Ramon abriu o placar para a Chapecoense logo aos quatro minutos de partida. Porém, a bola na trave do chute de Geuvânio fez o Grêmio se ligar na partida. Ainda no primeiro tempo o tricolor retomou e terminou a primeira etapa com a virada que garantiu a vitória gremista. Após o feito, o vice-presidente, Marcos Herrmann falou em entrevista coletiva.

Analisando o atual momento, Herrmann constatou a vitória ser um passo pequeno mas garantiu que com a qualidade do grupo de jogadores do tricolor, se tem capacidade para chegar onde quiser. Em relação ao elenco, o dirigente abriu o jogo sobre o volante paraguaio, Mathias Villasanti, nova contratação do Grêmio: “Chega para exames e assinatura do contrato. Estamos muito contentes. Tem 24 anos, vão ser por ai nossas contratações”. Ainda, sobre o negócio evolvendo o colombiano, Campaz, o vice-presidente tratou de ser um negócio difícil, mas que aguardam uma resposta vinda do atual clube do meia, o Tolima.

A procura no mercado por novos reforços está constante no lado gremista. O vice respondeu acerca da viagem do CEO do clube para a Europa: “O Amodeo foi para a Europa com o fim de negociar dois jogadores que era o Matheus Henrique e o Ruan e aproveitou para fazer o contato com o Hernani. Nossa proposta era muito boa, mas ele quis ficar lá”. Porém descartou negócios envolvendo Rodrigues e uma vinda do lateral-esquerdo, Wendell: “Há 2 meses atrás houve um contato e ele queria permanecer na Europa. Os valores apresentados em questão eram fora do padrão brasileiro”.

Outro assunto posto em pauta foi sobre Ferreira. O jogador estava sem aparecer para dar continuidade no seu tratamento físico desde que melou sua ida para o Atlanta United, dos Estados Unidos. E admitiu ter aberto conversas por outros jogadores da mesma função do atacante, pois em suas palavras: “Somos muito exigentes em relação à essa posição”. Porém, Herrmann não descartou um dos principais ativos do clube: “É um jogador de qualidade e que nós contamos”. Disse entender o trabalho feito pelo empresário do jogador, mas não negou que o fato gerou um desgaste em ambas as partes. “Precisa ser reconstruída”, completou.

Antes da partida diante dos catarinenses, a torcida gremista se fez presente na ida do ônibus da delegação tricolor a Arena. O apoio da torcida tinha como objetivo animar os jogadores e ajudar na atual situação que o clube vive, estando na zona do rebaixamento. Marcos Herrmann agradeceu o carinho dos torcedores: “Gostaria de agradecer do fundo do meu coração. Apoiar na hora dos títulos é fácil, gostaria de agradecê-los”.

 

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Felipão avalia jogo contra a Chapecoense como razoável e confirma chegada de reforço
ENQUETE: Quem deve ser o titular no gol do Grêmio?
Deixe seu comentário