Gurias Coloradas tentam superar campanha de 2019 no Brasileirão A1 deste ano

Foto: Mariana Capra / S.C. Internacional

Classificadas para as quartas de final do Brasileirão A1 deste ano, as Gurias Coloradas buscam superar a campanha de 2019, onde acabaram sendo desclassificadas exatamente nesta fase. Na época, finalizaram a fase de pontos corridos na quinta colocação e  foram desclassificadas pelo Flamengo, após perder as duas partidas do mata-mata. No entanto, neste ano de 2020, o Inter chegou ao terceiro lugar na tabela e a campanha feita pela equipe colorada já superou a do ano anterior.

Na primeira fase de 2019, foram nove vitórias, dois empates e quatro derrotas, deixando a equipe com 31 pontos, atrás de Corinthians, Santos, Kindermann e Flamengo. Já neste ano, são dez vitórias, três empates e apenas duas derrotas, totalizando 33 pontos e deixando a equipe colorada atrás apenas de Corinthians e Santos. O saldo de gols desta primeira etapa da competição também chama atenção: são 14 no ano de 2019, contra 25 neste ano.

A campanha do ano passado levou as Gurias Coloradas à segunda fase, a de mata-mata, mas a equipe acabou eliminada pela equipe carioca. Se passar pelas quartas e chegar pelo menos até as semifinais, o Inter já mostra sua evolução de um ano para outro e ainda luta em busca do primeiro título nacional. Em entrevista à Rádio Grenal, o técnico Maurício Salgado, destacou a importância da campanha feita até aqui: “Nós trabalhamos muito com planejamento e temos muito claro a realidade da equipe e onde ela pode chegar.  O ano passado foi um ano de consolidação na série A1 e conseguimos faze ruma campanha muito boa. Este ano é uma situação bem diferente. Entramos desde o início com o objetivo de classificação e conseguimos fazer isso no G-4. E agora, temos o objetivo de chegar nas semifinais. Depois é um outro patamar”.

Segundo Salgado, muito dessa melhora se deu pela manutenção das atletas de base: “O que eu acho que mudou é que tivemos a subida das jogadoras da base, que já havia se estruturado para isso, sendo até campeã brasileira. A ideia era ter uma base bem forte para que a gente conseguisse suprir a necessidade do profissional com as mais jovens e só depois disso fossemos ao mercado buscar outras jogadoras. E foi o que fizemos. Sete jogadoras subiram e têm jogado sistematicamente, algumas com uma minutagem bem alta. E aí fomos pontuais. O Inter foi a equipe da série A1 que menos contratou, por causa da nossa base“.

O adversário da equipe colorada nessas quartas de final é o Kindermann/Avaí, que se classificou na sexta colocação. A equipe catarinense chega para este confronto com oito vitórias, três empates e quatro derrotas. Os desafios ocorrem no dia 28 de outubro, no Estádio da Ressacada (ida) e 1º de novembro, no Estádio Beira-Rio.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Grêmio e Inter se reunem para divulgar o documentário GRENAL – O MAIOR CLÁSSICO DA AMÉRICA
Musto e Heitor retornam à equipe, mas seguem sendo dúvidas para enfrentar Universidad Católica
Deixe seu comentário