Guerrero explica pedido de dispensa ao Peru e projeta decisão contra o Flamengo: “Vamos dar a vida”


Por: Valéria Possamai,

A principal esperança de gols dos torcedores colorados para o duelo contra o Flamengo está na figura de Paolo Guerrero. E, na preparação, para a decisão da Copa Libertadores, o peruano concedeu entrevista coletiva para projetar o duelo, na tarde desta segunda-feira (26).

Apesar do protagonismo no time, o centroavante deixou o destaque de lado e fez questão de ressaltar a força de todos os jogadores. “Somos um grupo, no Inter não joga só Paolo Guerrero. Vai ser um jogo do Inter, do grupo, da torcida. Vamos lutar por essa classificação.”

Sabedor da tarefa de reversão dos dois gols sofridos no primeiro jogo, no Maracanã, Guerrero falou sobre a postura que a equipe terá em campo. “É um jogo importante, jogo das nossas vidas. É o principal adversário nosso, está no nosso patamar. Temos que mostrar nossa força em casa. Temos que fazer nosso jogo, estar concentrado em todas as linhas. Somos um grupo, sabemos do nossos objetivos. Estamos unidos, focados na mesma linha por essa sede de títulos. O jogo de quarta-feira será diferente.”

O peruano também aproveita a entrevista coletiva no estádio Beira-Rio para falar sobre o pedido de desconvocação feito ao técnico Ricardo Gareca. O jogador destacou que a sua Seleção é prioridade, mas que neste momento, senti a necessidade de permanecer com o time para as decisões. “A prioridade sempre vai ser minha seleção. Mas neste caso, precisava pedir dispensa porque temos jogos importantes. Eu falei com o professor. Neste momento entendo que preciso estar com meu time. Aqui temos duas coisas muito importantes para disputar, que não sei se terei outra oportunidade com 35 anos.”

Ainda nesta terça-feira, o grupo de jogadores realiza uma última atividade, às 15h30, também no estádio Beira-Rio. Os minutos finais da atividade serão liberados para o acesso dos torcedores, que vêm se mobilizando e preparando um alentaço na véspera da decisão.

 

 

Comentários

>