Grêmio está na final da Copa do Brasil 2016


Por: Kalleb França, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal

A primeira final de campeonato a ser disputada na Arena chegou após um empate por 0x0, diante de mais de 52 mil torcedores, que não viram a rede balançar. Grêmio e Cruzeiro fizeram, na noite desta quarta-feira na Arena,  um jogo digno de dois times, que juntos, somam oito títulos da Copa do Brasil.  Com o resultado, o Grêmio, que venceu a primeira partida por 2×0, se deu bem e vai decidir o título da Copa do Brasil com o Atlético-MG que passou pelo Internacional em Minas Gerais. As duas partidas que vão decidir o título, serão disputadas nos dias 23/11 e 30/11, o sorteio dos mandos de campo será realizado na sede da CBF na próxima sexta-feita.

 

 

Primeiro tempo

A partida começou truncada e com os dois times se estudando bastante. Marcação era a palavra de ordem na arena por parte das duas equipes. O Cruzeiro, necessitando da vitória, aplicava a marcação mais alta, ou seja, mais perto do gol tricolor que, por sua vez,  aproveitava as oportunidades de contra-ataque para tentar chegar ao primeiro gol. Nenhuma chegada de perigo pelo até os primeiros dez minutos. A primeira chegada foi em uma tentativa de passe de Luan para Marcelo Oliveira, que chutou por cima. Em seguida o Cruzeiro respondeu e aos 27” Ariel chutou de fora da área e acertou o travessão do goleiro Marcelo Grohe. O Cruzeiro ainda teve uma outra chance em cobrança de falta, porém a bola saiu por cima.

Em um panorama geral foi um primeiro tempo onde o time de Renato Gaúcho se preocupou mais em marcar e segurar os avanços do Cruzeiro, que veio à campo com três atacantes. Kannemann e Geromel controlaram as ações do ataque  que Mano Menezes armou par ao jogo. A tentativa de escape do Grêmio era com Pedro Rocha, que teve mais de uma chance de chegar porém não conseguiu ultrapassar a marcação efetiva do zagueiro Léo. Mesmo que bastante movimentado e rápido, as reais oportunidades de gol foram maiores pelo lado do Cruzeiro, porém mesmo assim não levaram  muito perigo para o arqueiro gremista. Assim, o primeiro tempo se encaminhou para o final com o placar zerado.

 

Segundo tempo

 

Em um contragolpe forte do Grêmio, Douglas encontrou Pedro Rocha livre, o jogador avançou e ganhou terreno antes de tocar para Luan que estava aberto no lado direito, o atacante gremista segurou e devolveu em Pedro Tocha que deu uma caneta no marcador e chutou forte, mas o goleiro Rafael estava atento e tirou para escanteio. Na cobrança, Douglas colocou no primeiro pau, a bola raspou na zaga cruzeirense e tocou no pé da trave. O tricolor quase abriu o placar na Arena antes dos 10′ do segundo tempo. Menos de um minuto depois o jogador deu lugar para Éverton. O atacante entrou aos 11′ do segundo tempo e aos 18′ fez grande jogada, driblou o zagueiro Léo que caiu sentado no gramado, inteligente tocou para Luan, que abriu para Ramiro, o meia gremista chutou forte e obrigou o goleiro cruzeirense a fazer uma grande defesa e colocar a bola para escanteio.

A pressão do Grêmio só aumentava, e Mano Menezes abriu o time colocando em campo Rafael Sóbis e Ramón Ábila. Com isso, o tricolor passou a ter mais campo para o contra ataque. Aos 26′ Renato promoveu a entrada de Jaílson no lugar de Ramiro, a tentativa era reforçar a marcação no meio de campo. O segundo tempo foi marcado por um jogo de xadrez entre os dois treinadores e por boas chances de gol, porém dessa vez pelo lado gremista que chegava sempre com mais perigo e mais força ao gol de Rafael. As alterações colocaram o Cruzeiro com maior posse de bola. A defesa do Grêmio estava bem postada e comprometida em levar o time para a final da competição. A partida chegou ao fim aos 49′ do segundo tempo e o empate em 0x0 persistiu e colocou o tricolor na final da Copa do Brasil 2016.

FICHA TÉCNICA

Copa do Brasil – Semifinal

Craque de Bola Coca-Cola: Walter Kannemann

Placar: Grêmio  0 X 0  Cruzeiro
Local: Arena
Data: 02.nov.2016
Público: 52.363 torcedores.

Comentários