Grêmio registra novo superavit e atinge recorde histórico nas contas


Por: Valéria Possamai,

Na sessão em que foi aprovada a mudança no estatuto que permitirá uma nova reeleição do atual presidente, Romildo Bolzan Jr., o Conselho Deliberativo aprovou mais pauta positiva. O clube atingiu um resultado superavitário nas contas de 2018, pela terceira vez consecutiva, com recorde de R$ 54 milhões de reais, representando um crescimento de 391% sobre 2017.

O EBITDA, indicador financeiro que representa quanto a instituição gerou de recursos por meio de suas atividades operacionais foi de R$ 136 milhões, indicando um incremento de 56% em comparação a 2017, descontando impostos, amortização, depreciação e resultado financeiro. Já o superavit de R$ 54 milhões, no acumulado do ano, atingiu uma marca inédita na história gremista, 391% acima dos números apresentados em 2017.

Durante a reunião, o CEO do clube, Carlos Amodeo, detalhou expressivos resultados financeiros no ano de 2018. No período, o Grêmio atingiu a maior receita bruta da história do Clube, R$ 402 milhões, 16% a mais do que 2017.

Os números positivos também foram registrados nas receitas do Quadro Social que atingiram R$ 74 milhões, 11% superior ao ano anterior, além da redução de mais de 67% no endividamento bancário e diminuição em 32% no passivo circulante, resultando na melhoria de mais de 19% resultado financeiro.

“Temos o melhor balanço apresentado pelo Grêmio em sua história. 54 milhões de lucro é um número extraordinário no futebol. Hoje, o Grêmio encontra-se na posição de ter zerado as suas dívidas de aplicador no mercado financeiro, que é realmente um marco na vida do Grêmio”, declarou o presidente do Conselho, Carlos Biedermann, em entrevista à Rádio Grenal.

Nova reeleição de Romildo

Ainda na noite desta terça-feira, também foi aprovada a mudança a alteração do artigo 82 do Estatuto Social, que dá o direito a atual composição do Conselho de Administração, comandada pelo presidente Romildo Bolzan Jr., a concorrer à reeleição por três anos. No total, 224 conselheiros aprovaram a mudança, que teve um voto contra, e uma abstenção do próprio presidente, Romildo.

A aprovação ainda passará por uma nova etapa. Será convocada uma Assembleia para que os sócios votem para a consolidação da mudança no Estatuto. A data ainda não foi definida pelo clube.

Na administração do clube gremista desde 2014, Romildo já é o primeiro presidente do Grêmio a ser reeleito com mandato de três anos, após as eleições de 2016. E, se relançar a candidatura será o primeiro mandatário à frente do clube por oito anos consecutivos.

Foto:(Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Comentários