Grêmio manifesta repúdio e diz que irá apurar o caso de racismo contra o jogador do Fluminense

*Valéria Possamai

Por meio de seu site oficial, o Grêmio lançou nota informando que tomou conhecimento sobre a suposta manifestação racista contra o jogador  Yony González, durante a comemoração de um dos gols na vitória do Flu, por 5 a 4, em cima do Grêmio.

O caso veio à tona após uma publicação do companheiro de time Igor Julião. Pelo Twitter, o jogador repostou um vídeo supostamente há manifestação racista. “Medidas precisam ser tomadas URGENTE”, foi uma das frases escritas pelo lateral do tricolor carioca em seu perfil oficial.

Em entrevista à Rádio Grenal, o Grêmio se manifestou sobre o caso. O diretor Jurídico do Clube, Nestor Hein, afirmou que repudia esse tipo de situação e pretende tomar medidas, caso consiga identificar a origem do ato racista. “Para nós, é uma situação anômala e nojenta. Não me preocupa a punição, o prejuízo já é irreparável. Se algum torcedor gremista ouviu, entre em contato conosco”, disse Hein, que complementou: “É do nosso interesse tirar os racistas do contexto dos estádios, já falamos isso. Não quero me eximir da responsabilidade”.

Confira a nota do Grêmio:

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense vem a público informar sua torcida e demais entes que tomou conhecimento do vídeo publicado nas redes sociais que sugere injúria racial contra o atleta Yony González, do Fluminense.

O Clube está apurando o ocorrido e de antemão manifesta seu inteiro repúdio a todos os tipos de injúria.

Por meio de suas redes, o Fluminense também repudiou o ato e declarou: “Um grande jogo entre dois gigantes não tem lugar para o racismo”

 *estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Voltar Todas de Esporte

Compartilhe esta notícia:

Internacional anuncia Adidas como nova fornecedora de material esportivo
Com setores já esgotados, Arena projeta público de 38 mil torcedores contra a U. Católica
Deixe seu comentário