Grêmio e Flamengo terão tira-teima em mata-mata nesta quarta pelas semifinais da Libertadores


Por: fabriciaalbuquerque,

Um ano depois do último mata-mata em que se enfrentaram, pelas quartas de final da Copa do Brasil, Flamengo e Grêmio se reencontram na noite desta quarta-feira (2). Desta vez, a disputa é por uma vaga na grande final da Libertadores da América, que ocorrerá em novembro, em jogo único, em Santiago (Chile).

Até hoje, são seis eliminações para cada lado em jogos por Brasileiro, Copa do Brasil e competições organizadas pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol). A única Libertadores em que se enfrentaram foi há 35 anos, com vantagem para o Grêmio, em 1984. Os gaúchos levaram a pior em 1992, pelas oitavas de final da Supercopa, e em 2001, na semifinal da Copa Mercosul.

Em competições organizadas pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), leve superioridade para o Grêmio. Que passou pelo Flamengo em três fases de Copa do Brasil – 1989, 1993 e 1995 – , e conquistou uma, em 1997. O rubro-negro também foi eliminado nas quartas de final do Brasileiro de 1988.

Entretanto, o Flamengo ergueu a taça do Brasileiro de 1982 sobre o time de Porto Alegre. E o eliminou nas Copas do Brasil de 1999, 2004 e na do ano passado. Na última, nas quartas de final. Nas duas anteriores, avançou nas oitavas de final.

Treino

Na tarde desta terça (1º), na Arena, o Tricolor fez o último treinamento antes da partida. Com portões fechados e alguma incógnita na escalação, a atividade indicou a presença do atacante Alisson, recuperado de dores musculares.

As chances de participação do zagueiro Pedro Geromel eram pequenas e, com isso, David Braz será o parceiro de Kannemann na defesa.

Depois do treinamento, Renato concedeu entrevista coletiva no auditório da Arena por 34 minutos. O técnico projetou o confronto, expressou o respeito de seu time pelo adversário e manteve as dúvidas na escalação, dizendo apenas que não fará grandes mudanças.

Comentários

>