Grêmio aplica quatrilho e coloca uma mão na taça em tarde de Éverton e Jael


Por: Kalleb França, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal

O Grêmio venceu o Brasil de Pelotas por 4×0, neste domingo (01) na Arena do Grêmio  e leva a vantagem para a próxima partida, que será realizada no Bento Freitas, em Pelotas no próximo domingo (08) às 16h00. O Xavante precisa marcar quatro gols para igualar o placar e levar a decisão para os pênaltis ou cinco gols para ficar com a vitória nos 90 minutos.

 

Escalações:

Um pouco antes de começar a partida, os técnicos revelaram as escalações para a primeira partida da final do Campeonato Gaúcho de 2018. Renato Portaluppi colocou Arthur e Maicon como dupla de volantes. Essa era a única dúvida que pairava em relação ao time do tricolor que começaria a partida.

Já o técnico Clemer, promoveu a entrada de Toty com a intenção de povoar o meio de campo e ter uma escapada com velocidade por dentro e alternativas pelos lados de campo.

 

Primeiro tempo:

A primeira etapa começou com o Grêmio em cima do Brasil de Pelotas. com o toque de bola tradicional, logo aos trinta segundos de partida uma saída rápida pelo lado direito de ataque. Ramiro aproveitou e cruzou de primeira, porém Jael subiu mais que todo mundo e não alcançou a bola. Controlando o meio de campo o tricolor teve as melhores chances, mas nada de muito forte. A chegada mais intensa ocorreu aos 25′ em uma bela jogada de Éverton aparecendo de surpresa pelo lado direito entrando na área, driblando três adversários e tocando para Jael, que, livre de marcação, bateu forte para uma boa defesa de Marcelo Pitol.

Depois dos 30′ o Xavante começou a sair um pouco mais para a partida. Percebendo que o Grêmio não conseguia furar o bloqueio por ele criado, aproveitava para tentar ficar um pouco mais com a bola. Em duas oportunidades, escapou pelo flanco. Na primeira delas, Luan errou um passe e deu o contra-ataque. A bola chegou em Valdemir que chutou do bico da grande área para boa e tranquila defesa de Marcelo Grohe. Na segunda investida do time de Clemer, Alisson Farias fez boa jogada pelo lado esquerdo de ataque e cruzou entre os zagueiros Geromel e Kanemmann, lá estava Calyson que testou forte deixando Grohe fora da jogada, mas a bola saiu com perigo pela linha de fundo.

Aos 43′ o lateral direito Éder Sciola, do Brasil de Pelotas cometeu uma falta dura em Luan e recebeu o segundo cartão amarelo, o primeiro cartão vei após um chute forte de Arthur fora da área onde o lateral deu uma ponte na bola e colocou a mão. Com um a mais em campo, e com maior posse de bola durante toda a primeira etapa, o Grêmio não abriu o placar e o árbitro Daronco apitou o final.

 

Segundo tempo:

Para a segunda etapa, o técnico Renato Portaluppi promoveu uma mudança estratégica. Alisson entrou no lugar de Léo Moura e Ramiro ocupou a lateral-direita. Logo no primeiro minuto, trocando passes rapidamente, e com uma movimentação mais intensa pelos lados, Jael recebeu dentro da área, dominou e deu um passe preciso para Éverton que apareceu livre pelo lado esquerdo, sem pestanejar o camisa 11 chutou forte e cruzado sem chances para Marcelo Pitol. O placar estava aberto logo aos 45 segundos da segunda etapa.

O panorama do jogo não mudou muito. O tricolor seguiu com a bola no pé, trocando passes em velocidade. Em uma jogada fortuita, o jogador Toty, acabou se chocando com Éverton. O atleta do Xavante levou a pior e saiu de campo para entrada de Edinei. No entanto, com a demora para entrada do jogador, o Brasil de Pelotas ficou com dois a menos em campo. Nesse período Luan cobrou um escanteio curto para Maicon que tabelou com Arthur e cruzou para Jael que apareceu pelo lado esquerdo de ataque e testou forte para boa defesa de Marcelo Pitol, na sobra Alisson, desajeitado, caído, empurrou para o fundo das redes e assim o tricolor ampliou o placar na Arena.

Sem pressionar muito, o tricolor chegou ao terceiro gol aos 23′ em uma grande jogada pelo centro de campo. Um tabelamento preciso, com um passe de letra de Jael deixando Éverton cara a cara com Pitol, o atacante gremista só teve o trabalho de escolher o canto e chutar colocado para marcar o terceiro gol gremista. Participando dos três gols gremistas, Jael foi substituído e ovacionado por mais de tinta mil vozes na Arena, em seu lugar entrou Tony Anderson. Logo após aos 30′ entrou Jaílson no lugar de Maicon. Aos 31′ em uma cobrança de falta forte, quase frontal, porém longe, Ramiro acertou um chute forte no centro do gol, Marcelo Pitol falhou a bola entrou e o quarto gol foi anotado no placar.

Ainda deu tempo para Éverton chutar uma bola forte no poste do goleiro Xavante após uma grande jogada e mais de um minuto de toque de bola, ele pareceu como muita velocidade pelo lado centro e chutou de primeira, para sorte de Pitol a bola parou no travessão. Sem mais, porém com pressão o Grêmio colocou uma mão na taça do gauchão de 2018 no exato momento em que o árbitro Anderson Daronco, apontou o centro de campo e apitou o final de partida aos 48′ minutos do segundo tempo. O tricolor, agora recebe o Monagas pela Libertadores da América na quarta-feira às 19h15 e depois, no domingo, enfrenta o Brasil de Pelotas no Bento Freitas pela finalíssima do gauchão.

 

 

Ficha técnica:

Grêmio x Brasil de Pelotas
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre.
01/04/2018
Público: 32.238,00

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo que viole os termos de uso, denuncie.

193 comentários em “Grêmio aplica quatrilho e coloca uma mão na taça em tarde de Éverton e Jael

Comentários estão encerrados.