Governador Eduardo Leite aborda previsibilidade da volta do futebol no RS

Volta das competições pode ocorrer com portões fechados, a partir do plano de distanciamento que está elaborado

Foto: (Gustavo Mansur / Palácio Piratini)

O possível retorno do futebol foi um dos assuntos abordados pelo governador do RS, Eduardo Leite, nesta quarta-feira. Durante seu pronunciamento diário, Leite comentou que pelo fator de aglomeração de pessoas, os jogos de futebol devem ser os últimos eventos a serem liberadores. Contudo, será avaliado nos próximos dias, a possibilidade da volta, especialmente, do Gauchão, a partir do plano de distanciamento controlado, que vendo sendo planejado pelo Governo.

“Não há uma previsão. O que observamos é que eventos que aglomeram pessoas devem ser os últimos a serem liberados. Eventualmente o que poderá ser debatido, e o presidente da Federação (Luciano Hocsman) tem buscado informações e condições de estabelecer o fim do campeonato. Pode-se buscar o fim do campeonato com portões fechados, que é uma condição diferente do que aglomerar pessoas na torcida. Isso deverá ser alvo de discussão nos próximos dias, nas próximas semanas, para podermos ter uma resposta junto a esse modelo de distanciamento controlado, que pode entrar em vigor a partir do início de maio”, respondeu Leite ao questionamento encaminhado pela reportagem da Rádio Grenal.

O modelo de distanciamento controlado citado pelo governador ainda está em fase de elaboração. O Estado será dividido em sete regiões, que serão classificadas por quatro bandeiras, conforme o risco de transmissão do vírus e a capacidade de resposta do sistema da saúde local. A classificação será feita por bandeiras: bandeira verde significará risco baixo; bandeira vermelha, risco alto; além de bandeiras amarelas e laranja. “Esse modelo entra agora em fase de receber proposições para pactuarmos com a sociedade até a semana que vem. É para equilibrar a prioridade à vida com a retomada econômica”, explicou.

Na tarde desta quarta-feira, os clubes que estão na disputa do Campeonato Gaúcho terão uma nova reunião com o presidente Luciano Hocsman, via videoconferência, para deliberar sobre alguns dos procedimentos quando o futebol voltar. Ainda não há uma data estabelecida, mas o próximo mês de maio pode vislumbrar um cenário de retorno.

O Rio Grande do Sul soma 923 casos confirmados e 27 óbitos pelo coronavírus.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Futebol

Compartilhe esta notícia:

Ex-Inter, Walter desabafa sobre passagem pelo clube e afirma desejo em vestir a camisa do Grêmio
“Queremos trabalhar com a linha de preservação das 38 rodadas”, afirma secretário-geral da CBF sobre a realização do Brasileirão
Deixe seu comentário