Governador do RS afirma que manterá restrições para o futebol: “Pouco mais de paciência”

Foto: (Divulgação/Felipe Dalla Valle)

Em pronunciamento, nesta quarta-feira (1°), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, reafirmou que manterá as restrições quanto à prática de treinos coletivos e volta do Campeonato Gaúcho neste momento.

Ao ser questionado sobre a possibilidade de novas medidas para evitar que os clubes possam deixar o Estado para treinar em outras localidades, como o caso do Grêmio, o governador fez um pedido de “paciência”.

“O que peço é um pouco mais de paciência, por algumas semanas, para que possamos dar os passos seguintes, inclusive no futebol. Poucos minutos depois do Grêmio anunciar que iria fazer treinamentos fora, o Inter revelou que  seus membros registraram positivo. Não dá para dizer que pegaram no treinamento, mas a atividade com contato aumenta o risco”, declarou Leite.

Quanto à flexibilidade para os treinos coletivos, que estão restritos em virtude do bandeiramento de Porto Alegre, classificada como vermelha – risco alto, Eduardo Leite justificou o porquê da restrição fazendo comparação com outros setores: “Como explicar que milhares de pessoas que tem pequenos empreendimentos, a dona Maria que tem uma loja de R$1,99, fechem seu comércio, mas que os times de futebol podem fazer treinamento com contato físico?”.

Por conta da impossibilidade de avançar nas atividades, o Grêmio já anunciou que irá mandar seus treinos para Santa Catarina. A delegação se desloca nos próximos dias para treinar no CT do Criciúma.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Futebol

Compartilhe esta notícia:

Palmeiras anuncia que manterá redução salarial do elenco
Secretário-geral da CBF diz que 8 de agosto é a data limite para que Brasileirão cumpra as 38 rodadas
Deixe seu comentário