Giuliano manda mensagem de despedida à torcida gremista


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

O ex-jogador do Grêmio, Giuliano, que foi negociado com Zenit-RUS, já deixou o clube e se encontra em território russo. Direto de São Petersburgo, na Rússia, onde chegou hoje, o meia mandou uma mensagem para a torcida gremista. Com o nascimento da filho na sexta e a viagem já marcada para a Rússia no domingo, não houve uma despedida oficial. Nesta mensagem divulgada por sua assessoria, Giuliano agradece ao torcedor pelo apoio e de poder trabalhar com Roger, em que destaca o potencial do treinador.

”Fiquei muito feliz de ter tido o privilégio de jogar no Grêmio e ter recebido o carinho e o apoio do torcedor gremista que sempre esteve comigo. De ter trabalhado com o Roger que é um treinador especial e que está em evolução. Certamente em pouco tempo estará, ou já está entre os melhores do Brasil. Pela metodologia, pela eficiência, pelo caráter, e pelo profissional que ele é. Então foram dois anos que passaram muito rápido”, disse.

Na mensagem, o ex-gremista conta que foi o treinador do Zenit quem lhe procurou, por meio de uma ligação, e lhe deu confiança para voltar para o leste europeu.

”O treinador me conhece e foi ele que foi me buscar no Brasil. Foi ele que me ligou, que disse que queria contar comigo. Que precisava de jogador da confiança dele. Fiquei muito feliz, lisonjeado com a confiança do Zenit e do treinador. Foi tudo muito rápido,”destacou.

Acompanhe a  mensagem de Giuliano enviada através de áudio no WhatsApp:

”Nestes dois anos de Grêmio foram muito importantes para mim. Tive um crescimento muito grande profissional. Fiquei muito feliz de ter tido o privilégio de jogar no Grêmio e ter recebido o carinho e o apoio do torcedor gremista que sempre esteve comigo. De ter trabalhado com o Roger que é um treinador especial e que está em evolução. Certamente em pouco tempo estará, ou já está entre os melhores do Brasil. Pela metodologia, pela eficiência, pelo caráter, e pelo profissional que ele é. Então foram dois anos que passaram muito rápido. Fiquei triste pela minha lesão no início que me tirou um certo tempo. Em seguida voltei bem e recuperado, fui um dos jogadores que mais atuou nestas duas temporadas com a camisa do Grêmio. Isso é motivo de orgulho e sinal que consegui me recuperar muito bem da lesão. Os meus números também foram bons. tive duas temporadas boas e fui eficiente. Pude ajudar minha equipe da melhor forma que pude. Fiz o meu melhor todo o tempo e fico muito feliz por isso”.

“Claro que o futebol é muito dinâmico e as vezes nos proporciona algumas oportunidades que não podemos deixar passar. E essa oportunidade de vir jogar no Zenit. Veio após o acordo com o Grêmio. Foi uma oportunidade boa para ambas as partes. Por isso aceitei este convite para voltar a Europa, ao leste europeu. Um País diferente, mas de certa forma similar onde atuei antes na Ucrânia. Conheço o idioma. O treinador me conhece e foi ele que foi me buscar no Brasil. Foi ele que me ligou, que disse que queria contar comigo. Que precisava de jogador da confiança dele. Fiquei muito feliz, lisonjeado com a confiança do Zenit e do treinador. Foi tudo muito rápido. Não consegui dar uma coletiva para me despedir do pessoal e agradecer o carinho de todos. Vi meu filho nascer na sexta e no domingo já estava viajando. Já estou na Rússia, amanhã faço testes físicos e a tarde serei apresentado e já estarei treinando. Foi tudo muito rápido. Deixo aqui uma mensagem de muito carinho, de gratidão ao torcedor gremista que sempre esteve do meu lado e sempre confiou no meu trabalho. que me mandaram mensagem de apoio e que estarão torcendo por mi. E agradecendo pelo serviço prestado. Fico muito feliz com tudo isso. Quem sabe num futuro próximo a gente não possa estar juntos novamente. Fica aqui meu abraço para todos”

 

Comentários