“Futebol moderno é isso: não sofrer gols”


Por: Jonata, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal.

“Futebol moderno é isso: não sofrer gols”. A frase dita pelo treinador Renato Portaluppi na noite de ontem (13) depois da vitória sobre o Atlético Paranaense,  ilustra os últimos duelos da equipe. Assim como nas últimas partidas, ontem o Grêmio correu poucos riscos de gol, conseguiu a vitória e encostou no G6 do Campeonato Brasileiro. Com Renato no comando do time, em 5 partidas (3 vitórias e duas derrotas), o Grêmio marcou 5 gols e sofreu 3 – nenhum de bola aérea.

“Treinamento e posicionamento. No futebol moderno, a marcação é por zona. No moderno ou no antigo, é não levar gol. Eu via quantos gols os times que marcam por zona levaram. Meu método é esse. Futebol moderno é não levar gol, independentemente da marcação”.

Problema crônico nesta temporada, a bola aérea foi responsável por 46% dos gols sofridos pelo time da Arena e consequentemente resultou em perda de pontos fundamentais para as pretensões do time no ano. Depois da chegada de Portaluppi, Valdir Espinosa e Adalberto Preis, é visível a melhora do time nesse quesito, que agora aposta numa marcação individual e vê as chances dos adversários diminuírem quando a bola viaja até a área de Marcelo Grohe ou Bruno Grassi.

Antes mesmo de ser anunciado oficialmente no Grêmio, Valdir Espinosa já fundamentava suas táticas para sanar as falhas do time em bolas alçadas, apostando em uma marcação individual.

”Eu prefiro a marcação individual. Sabe porque? Porque a marcação por zona, no que você se posiciona (cada jogador na sua zona) aí o cara bate o escanteio e você consegue tirar. Mas quando essa bola vem e eu não consigo tirar, atrás de mim terá um tacante que fará o gol. Eu posso tirar 9 bolas no jogo e na última, aos 45′ do segundo tempo, falhar.”

O fato é que o Tricolor, que após a saída de Roger Machado andava em baixa e praticamente se despedia de uma classificação à Copa Libertadores, hoje se vê reanimado, com o mesmo número de pontos que o sexto colocado Fluminense e com chances reais de ficar entre os 6 melhores do campeonato.

O Grêmio volta à campo no próximo domingo, contra o Santos, pelo Brasileirão. Os próximos jogos serão Palmeiras (F), Inter (C) e encerra o mês de outubro contra o Figueirense (F).

Comentários