Felipão lamenta gol nos acréscimos e faz cobrança: “Precisamos jogar diferente”

Felipão falou em entrevista coletiva após a derrota para o São Paulo pelo placar de 2 a 1

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Após a derrota sofrida diante do São Paulo, no estádio Morumbi, o Grêmio se viu em uma situação ainda mais difícil para sair da zona do rebaixamento. Felipão, técnico gremista, falou em entrevista coletiva depois que o árbitro Bráulio da Silva Machado confirmou o revés tricolor pelo placar de 2 a 1.

Explicando a escalação no time titular de Jean Pyerre, Felipão se mostrou satisfeito com a atuação do meia. “Ele cumpriu, ou tentou, dentro do esquema que nós montamos, a sua condição de nos ajudar naquele setor”. Entretanto, o treinador reconheceu ver seu time ter sido envolvido pelo rival paulista durante a partida, o que culminou na oitava derrota do Grêmio neste Campeonato Brasileiro.

“Vamos tentar mudar essa situação de um jeito ou de outro, colocando A ou B, mudando o esquema. Porque do jeito que tá, não queremos perder aos 48 do segundo como foi”, comentou Felipão sobre o que pensa para os próximos confrontos da competição nacional.

Além disso, Felipão destacou a importância de segurar um contra-ataque aos 48 minutos da etapa final, tendo em vista que um ponto é importante diante de um adversário direto na tabela. E lamentou o fato da oscilação na competição: “Quando a gente vai dar um salto de confiança, tem uma derrota. Jogamos bem contra o Bragantino, uma bola, gol. Temos que entender que nesse momento precisamos ter outra postura, para ter um caminho sólido por mais tempo”.

Pauta nos últimos dias, o treinador gremista explicou a titularidade de Gabriel Chapecó: “Neste momento, o Chapecó foi o titular. Tenho que trabalhar durante a semana para avaliar como o Brenno estará. Nos meses dentro do Grêmio eu só trabalhei com o Chapecó e ele foi muito bem, mas posso mudar”. Os dois arqueiros da base disputam uma vaga na meta gremista.

Com o alerta ligado na tabela do campeonato, Felipão destacou ter que fazer das situações difíceis, um pouco melhor. O treinador gaúcho completou dizendo que é isso que seu grupo vem tentando fazer, porém, sem êxito. “Precisamos jogar diferente, ser diferentes, aceitarmos aonde estos para fazermos diferente”, respondeu.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Com gol nos acréscimos, Grêmio perde para o São Paulo no Morumbi pelo Brasileirão por 2 a 1
Romildo encara como injusta a derrota para o São Paulo: “Falhas individuais”
Deixe seu comentário