Executivo do Inter confirma proposta, mas tentativa por Coudet esfria: “Nada garantido”

A diretoria colorada enfim se manifestou sobre as negociações com o técnico Eduardo Coudet, do Racing, para ser o substituto de Odair Hellmann. Em entrevista coletiva após a vitória do Inter por 2 a 0 sobre o Avaí, nesta quinta-feira (17), pela 26ª rodada do Brasileirão, o executivo Rodrigo Caetano confirmou a reunião com o treinador e seu representante e garantiu que o clube não tem qualquer acordo com o argentino para este momento.

A fala do dirigente foi semelhante à adotada por Coudet em entrevista coletiva pela manhã. Caetano afirmou que o gringo gostou do projeto apresentado pelo Inter, mas foi taxativo ao dizer que não poderia assumir o clube de imediato. O executivo deixou o futuro do cargo aberto e em momento algum descartou a chegada do treinador para 2020.

“Realmente estivemos em Buenos Aires, tivemos uma reunião com o Coudet e seu agente. Aquilo que ele disse vale para nós. Nesse momento ele não pode, tem contrato. Gostou do projeto que apresentamos. Era uma intenção que viesse agora. Mas negou pelos compromissos com o Racing. Esse assunto se encerra aqui. O que vier depois é futurologia”, disse o executivo.

“Ele [Coudet] foi muito taxativo. Apesar de ter gostado do nosso projeto, não pode estar aqui. Esse assunto não vamos retomar de momento. Se algo acontecer, estamos aqui fazendo exercício de futurologia. Não temos nada garantido”, disse Rodrigo Caetano.

Na entrevista, o dirigente garantiu a permanência do interino Ricardo Colbachini no cargo ao menos até este domingo (20), quando o Inter enfrenta o Vasco no Beira-Rio, pela 27ª rodada do Brasileirão. Sem fechar as portas para Eduardo Coudet, Caetano disse ainda que o Inter “segue a sua vida” para buscar a vaga na Libertadores. O Colorado ocupa a sexta posição no Brasileirão com 42 pontos.

Voltar Todas de Esporte

Compartilhe esta notícia:

O Grêmio desembarcou em Fortaleza e já fez o seu primeiro treino na cidade
Luan passará por exames e liga o alerta no Grêmio para a Libertadores
Deixe seu comentário