• Ouça a Rádio Grenal

Estado formaliza doação da área para CT do Inter em Guaíba

*Redação O Sul

Na véspera de completar um mês da sanção do governador Eduardo Leite da lei que autorizou a doação de uma área do Estado para a construção do novo CT (centro de treinamento) do Sport Club Internacional, o time da capital acaba de se tornar o proprietário do terreno de 736 mil metros quadrados localizado no município de Guaíba. Nesta quinta-feira (26), ocorreu a assinatura de doação definitiva do imóvel em ato realizado na Seplag (Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão).

Como contrapartida, o clube investirá R$ 3,3 milhões em obras de restauração e compra de equipamentos para beneficiar a pelo menos quatro escolas públicas – duas em Porto Alegre e duas em Guaíba – indicadas pela Secretaria da Educação. Conforme estabeleceu a lei, o investimento na rede escolar representa 20% da avaliação do imóvel doado para o CT colorado, estipulada na ordem de R$ 16,6 milhões.

Além das obras nas escolas, o clube também irá executar um projeto de iluminação permanente para as fachadas externas do Palácio Piratini e do Caff (Centro Administrativo Fernando Ferrari), incluindo o fornecimento de equipamentos e serviços de instalação. O objetivo com o projeto é permitir a divulgação de campanhas e ações institucionais de caráter educativo, informativo, social, de prevenção e outros de interesse público.

Na presença do titular do 14º Tabelionato de Notas de Porto Alegre, Ricardo Kollet, a assinatura das escrituras de doação teve como representantes do Estado a subsecretaria do Patrimônio da Seplag, Vânia Knackfuss, e a diretora da Diesc (Divisão de Escrituração e Contratos Divisão de Escrituração e Contratos), Daniela Beling Pinheiro. Pelo clube estavam presentes o 2º Vice-Presidente, Alexandre Chaves Barcellos, e o vice-presidente de Negócios Estratégicos, João Pedro Lamana Paiva.

Quando sancionou a lei de doação, no dia 27 de novembro, o governador destacou que o crescimento de um dos grandes clubes de Porto Alegre faz com que o Rio Grande do Sul seja posicionado no mapa como uma das regiões que têm o privilégio de abrigar dois clubes campeões do mundo.

“Assim como o Estado é laico, também não tem preferências por time de futebol”, comparou Leite. “Como Estado, olhamos para o futebol pelos benefícios que traz à sociedade por meio de estímulo à formação de uma categoria de base consistente, que ajuda a acolher crianças e jovens que estariam mais ao alcance de más influências e que se encontram ao abrigo de algo que lhes dá disciplinas, um sonho, e energia em algo positivo”, afirmou Leite na ocasião.

Foto: Pepo Kerschner/Ascom Seplag

Voltar Todas de Esporte

Compartilhe esta notícia:

Juninho Capixaba desperta interesse de dois clubes
Executivo do Inter faz elogio a Lucas Pratto, mas nega negociação
Deixe seu comentário