ENTREVISTA: Marcos Herrmann fala na Grenal

O vice do Grêmio se mostrou otimista em relação a situação do tricolor

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Em entrevista à Rádio Grenal nesta tarde, o vice de futebol do Grêmio, Marcos Herrmann, falou sobre o momento do clube, citando que a direção e o grupo de jogadores estão muito comprometidos para sair dessa situação, e por isso as vitórias estão aparecendo: “O futebol são processos, e longos. Nós não temos mais jogadores para fazer o “Tiki-Taka”, mas estamos trabalhando para mudar nosso estilo. Isso requer muito treinamento tático, técnico e demanda tempo, mas estamos comprometidos para sair dessa situação.”

Também explicou, quando perguntado sobre Campaz, que o jogador está recebendo todo o apoio necessário para se adaptar o mais rápido possível ao futebol brasileiro: “Ele ainda está se acostumando. Tem uma série de coisas que precisamos observar, como a adaptação física para o futebol do Brasil, a habituação com a língua nacional e o entrosamento com o grupo.”

Ainda falou sobre a situação de Borja, que atualmente está emprestado ao Grêmio: “Se o Grêmio quiser ficar com ele, tem que desembolsar mais dois milhões, setecentos e cinquenta mil dólares, pois já pagou um milhão pelo empréstimo”, pontuando que não há motivo para antecipar o pagamento nesse momento.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Dupla Gre-Nal disponibilizará estádios para aplicação da vacina
Paolo Guerrero convocado
Deixe seu comentário