“Entendemos que ainda não há uma segurança”, afirma diretor jurídico do Sindicatos dos Atletas sobre decisão por volta do futebol

Próximo mês de maio pode marcar a volta das atividades futebolísticas

Foto: (Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Em entrevista à Rádio Grenal, nesta quarta-feira, o diretor jurídico do Sindicato dos Atletas, Décio Nehaus, afirmou que não ainda vê condições de segurança para o retorno da competições, mesmo havendo o desejo para o que o futebol volte, em meio à pandemia do coronavírus.

“O número de casos só aumenta no Brasil. Queríamos que os campeonatos continuassem, mas dentro de uma segurança. Nos entendemos que ainda não há uma segurança para marcar uma partida de futebol ou retorno aos treinos. Está tudo muito incerto. São muitas perguntas. Se voltar e um jogar pegar, vai afastar só ele ou todos que jogaram junto? Então, é difícil. Não vejo possibilidade de retorno nesse momento”, declarou Nehaus.

Após reuniões com clubes e federações é aguardado o pronunciamento oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre recomendações da volta das atividades futebolísticas. A sugestão da entidade é pela volta dos treinamentos após o fim das férias coletivas do jogadores. Contudo, a decisão deve seguir a realidade local e orientações dos órgãos de saúde. As federações devem ainda viabilizar o retorno dos campeonatos locais para o dia 17 de maio.

 

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Futebol

Compartilhe esta notícia:

Em meio a imbróglio judicial, Ferreira revela apoio de Renato e critica diretores do Grêmio
ENQUETE: você é a favor da volta do futebol agora?
Deixe seu comentário