Empresário de Felipão revela que treinador reduziu 75% do salário para treinar o Grêmio

Além de amigos, Jorge Machado agencia a carreira de Luiz Felipe Scolari, ex-técnico do Grêmio

Foto: Reprodução / Jorge Machado

Na manhã desta terça-feira (12), Jorge Machado, empresário de Felipão, conversou com exclusividade na Rádio Grenal. O treinador foi desligado do Grêmio na madrugada da última segunda-feira e concluiu sua quarta passagem no clube gaúcho após 21 partidas. O agente revelou bastidores que envolveram Scolari junto do tricolor.

Anunciado no dia 7 de julho, Felipão chegou ao Grêmio para livrar o time da zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O trabalho, que se deu início no clássico Grenal 433, teve altos e baixos. Scolari acabou sendo eliminado na Copa do Brasil e Libertadores, e chegou a fazer campanha de G-4 no Brasileirão, porém, os últimos resultados ruins culminaram no desligamento do treinador.

Tricolor de carteirinha, e tido como um dos maiores técnicos da história gremista, Jorge Machado revelou que Felipão aceitou reduzir em cerca de 75% do salário que normalmente recebia em outros clubes que treinou. “Foi 25% mais ou menos do que o Felipão realmente pratica treinando clubes. Felipão queria ajudar o Grêmio. Foi um salário bem aquém do nível que é o treinador Luiz Felipe Scolari”, comentou o empresário.

Jorge Machado lamentou o trabalho ter se encerrado com apenas três meses. Porém, agradeceu o clube gaúcho: “No Grêmio o Felipão teve respaldo de tudo. Infelizmente não aconteceu mas tenho certeza que acontecerá ainda”. O empresário ressaltou o sentimento de Scolari pelo clube no qual fez história: “Saiu tranquilo, mas preocupado com o próximo jogo e a situação do Grêmio”.

De acordo com a rescisão do treinador com o clube, Machado informou que ambas as partes entraram em um acordo consensual. Além disso, o empresário de Felipão informou que o Grêmio terá que arcar apenas com custos contratuais. “Encerramos o ciclo agora e não será cobrado nada futuramente. Terá o fundo de garantia que é normal e depois cada um para o seu lado. Faço questão de falar”, revelou.

Além de cuidar da carreira de Luiz Felipe Scolari, Jorge Machado é o responsável por agenciar Lisca. O treinador de 49 anos foi um dos nomes citados para assumir o comando do Grêmio. Porém, o empresário negou ter recebido qualquer conversa por parte da direção gremista. “Eles analisam, tem pessoas competentes e escolham o treinador, a melhor opção. Não teve nenhum contato (pelo Lisca), eles tem que estar o mais tranquilo possível (para escolher um novo técnico)”, completou.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Com sete desfalques, Thiago Gomes tem dura missão para encarar o Fortaleza no Ceará
ENQUETE: Como você avalia a passagem de Paolo Guerrero no Inter?
Deixe seu comentário