Em uma partida de muita marcação, Grêmio não sofre gols e está na final da Copa do Brasil

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Se tratando de Copa do Brasil o Grêmio conhece e muito bem! Afinal, está em mais uma final, à nona, da Copa do Brasil! Em uma partida aguerrida e de bastante marcação, o São Paulo não conseguiu furar o bloqueio gremista e o placar ficou em 0 a 0.

Na escalação, Renato Portaluppi optou por inciar a partida com Alisson e Lucas Silva no meio de campo. A zaga, como era o esperado, teve Rodrigues e Geromel como titulares. Já o São Paulo, precisando de gols para se classificar, não tinha Luciano, mas iniciou a partida com mais posse de bola, trocando passes em busca do ataque.

Mesmo com menor posse de bola, foi o Grêmio que chegou com perigo pela primeira vez. Logo após uma cabeçada de Kannemann, o tricolor, após novo escanteio, quase marcou com Victor Ferraz que finalizou na trave! O tricolor paulista seguia trocando passes, mas com enormes dificuldades de chegar à área gremista.

Aos 18, mais uma grande chance pelo lado azul. A bola sobrou para Diego Souza e o artilheiro gremista, de bicicleta, quase acertou o ângulo de Volpi. A primeira tentativa do São Paulo só aconteceu aos 19, quando Arboleda cabeceou fraco para defesa tranquila de Vanderlei. Depois, aos 28, outra chance paulista, mas sem sucesso. A bola sobrou para Gabriel Sara que bateu colocado e sem sucesso.

O jogo era lá e cá. O ponteiro marcava 40 minutos e nada de bola na rede. Bom para o tricolor que seguia atacando também. Aos 41 foi a vez de Pepê avançar para a grande área e tentar um chute colocado: a bola passou perto das traves de Volpi.

A segunda etapa iniciou com as equipes sem modificações. E também sem grandes mudanças em relação a primeira etapa: São Paulo trocando passes e Grêmio apertando na marcação. Renato promoveu a primeira troca aos 14, saiu Alisson para a entrada de Thaciano.

Precisando de um resultado positivo, o São Paulo seguia pressionando o Grêmio no campo de ataque. Então, Renato promoveu mais uma troca: Ferreira no lugar de Victor Ferraz. Mas nada mudou, a pressão era do São Paulo, mas sem grandes chances de gol.

Tanto Renato quanto Fernando Diniz continuavam promovendo trocas. O São Paulo mais ofensivo e o Grêmio mais defensivo. Nos minutos finais o jogo ficou quente, com as duas equipes muito intensas, mas o Grêmio levou a melhor e está na final da Copa do Brasil!

Voltar Todas de Futebol

Compartilhe esta notícia:

São Paulo x Grêmio: escalações, arbitragem e transmissão
Após a classificação, Renato comemora e reconhece 2020 tricolor: ”Soubemos superar os problemas”
Deixe seu comentário