Em partida surpreendente no Campeonato Brasileiro, Inter bate o Flamengo fora de casa por 4 a 0

Atacante Yuri Alberto estufou três vezes as redes no estádio Maracanã

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Em seu melhor desempenho até agora no Campeonato Brasileiro, o Inter surpreendeu o Flamengo na noite deste domingo (8), o Inter com uma goleada de 4 a 0 no Rio de Janeiro, pela 15ª rodada do torneio. O placar fez o Colorado subir quatro posições na tabela, em 11º lugar (18 pontos), enquanto o Rubronegro se mantém em 5º (24 pontos).

Yuri Alberto estufou três vezes as redes do estádio Maracanã (18 e 40 minutos do primeiro tempo, depois aos 24 da etapa complementar). O atacante ainda desperdiçou uma chance clara no primeiro tempo, ao chutar para fora uma bola recebida de cruzamento rasteiro dentro da pequena área.

Já o meia-atacante Taison marcou aos 9 minutos do segundo tempo. Ele ainda não havia deixado a sua marca nesta segunda passagem pelo clube que o revelou, iniciada no dia 23 de abril, quando retornou do futebol ucraniano.

A próxima partida do time gaúcho na competição está marcada para o domingo que vem (15), às 20h30min, no estádio Beira-Rio. O adversário da vez é o Fluminense do técnico Roger Machado, décimo-terceiro colocado (17 pontos).

Jogo histórico

A primeira derrota do Flamengo sob o comando do técnico Renato Portaluppi (seis vitórias consecutivas, quatro delas no Brasileirão) foi também a vitória mais elástica já aplicada até hoje pelo Inter sobre o clube carioca como visitante. Um resultado que surpreendeu ambas as torcidas, tamanho o favoritismo dos anfitriões.

Os donos da casa começaram bem, com boas chances. Aos 4 minutos, o primeiro lance de risco para os visitantes: Arrascaeta lançou na área para Willian Arão, que subiu de cabeça mas mandou por cima do travessão.

Em seguida, Gabigol também teve duas boas chances para colocar os mandantes na frente, mas se atrapalhou e não conseguiu finalizar.

O Inter suportava a pressão e, aos 18 minutos, conseguiu abrir o placar em um lance de contra-ataque com o volante Edenilson servindo a Yuri Alberto, que chutou para o fundo da rede. O mesmo Yuri perderia uma oportunidade clara 2 minutos depois, ao chutar para fora uma bola cruzada do lateral-direito Saravia.

Aos 37 minutos, uma tentava de reação flamenguista: Bruno Henrique partiu em contra-ataque mas forçou o passe para Gabigol, desperdiçando a chance de empatar. Quando os relógios marcavam 40 minutos, o Colorado ampliou novamente com Yuri, chutando forte após ótimo passe do volante Patrick.

Aos 44 minutos, buscando diminuir a vantagem colorada, Bruno Henrique desviou de cabeça para o gol, mas o goleiro Daniel fez excelente defesa, à queima-roupa.

Na etapa complementar, os dois times voltaram sem mexer em suas escalações. Bastariam 9 minutos para a equipe gaúcha chegar aos 3 a 0, com Taison arrancando desde o campo de defesa, livrando-se da marcação e chutando para o fundo da rede, em seu primeiro gol desde que retornou ao Colorado, em 23 de abril.

Outra figura decisiva na vitória colorada, o goleiro Daniel voltou a demonstrar qualidades aos 14 minutos, com a defesa espetacular de um cabeceio adversário.

A situação do Flamengo se complicou com a expulsão do atacante Gabigol, aos 15 minutos do segundo tempo. O camisa 9 “foi para o chuveiro mais cedo” após receber segundo cartão amarelo, por casa de ironias feitas ao juiz da partida a respeito de um primeiro cartão.

Coube ao Inter aproveitar a vantagem numérica para chegar aos 4 a 0. Livre de marcação, Yuri Alberto chegou ao seu terceiro gol na partida ao invadir a grande área e chutar a bola para o fundo da rede. Final de jogo: Inter 4 a 0, de moral renovado e agora menos próximo da zona do rebaixamento.

Ficha técnica

– Flamengo: Diego Alves, Isla, Gustavo Henrique, Léo Pereira, Filipe Luis, Willian Arão, Diego (Michael), Everton Ribeiro (Thiago Maia), Arrascaeta (Pedro), Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Renato Portaluppi.

– Inter: Daniel, Renzo Saravia (Heitor), Bruno Méndez, Víctor Cuesta, Paulo Victor, Rodrigo Dourado (Caio Vidal), Rodrigo Lindoso, Edenilson (Paolo Guerrero), Patrick; Taison (Palacios) e Yuri Alberto (Johnny). Técnico: Diego Aguirre

– Arbitragem: Paulo Roberto Alves Junior, auxiliado por Victor Hugo Imazu dos Santos e Sidmar dos Santos Meurer. No VAR, Adriano Milczvski. Todos paranaenses.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Voltar Todas de Inter

Compartilhe esta notícia:

Flamengo x Inter: Escalações, momentos, arbitragem e transmissão
Após novo Maracanaço, Aguirre exalta plantel colorado: “Mostrou o nível dos nossos jogadores”
Deixe seu comentário