Em jogo sem muitas finalizações, Grêmio e CSA ficam no 0 a 0 pelo Brasileirão


Por: Diogo Rossi, comunicador na @rdgrenal
*Bárbara Assmann

 

O Grêmio enfrentou o CSA fora de casa, no estádio Rei Pelé, pelo encerramento da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta segunda-feira (29). O jogo terminou em 0 a 0, placar justo já que os goleiros trabalharam pouco na partida. Mesmo com maior posse de bola, o tricolor não conseguiu atacar com perigo, mas conquistou um ponto fora de casa. 

A equipe comandada por Renato Portaluppi entrou em campo com uma formação reserva, já que na quinta-feira (1°), tem um importante compromisso contra o Libertad, no Paraguai, pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores. 

O Grêmio começou trocando muitos passes como de costume, mas não conseguia chegar ao ataque. Já o CSA esperava no campo de defesa, não pressionava. O objetivo do time alagoano era contra-atacar. O primeiro chute a gol foi do time da casa aos 12 minutos, mas sem perigo. O ponteiro marcava 15 minutos e a equipe gremista ainda não havia chegado ao ataque; tinha mais posse de bola, mas no campo de defesa. 

Demorou, porém, o Grêmio conseguiu chegar. Aos 20 minutos, Rômulo lançou para Pepê na área, que, de costas pro gol, cabeceou, mas mandou para o alto. A equipe tricolor estava sempre com a bola, mas o CSA era quem rondava a área com mais perigo. Até os 30 minutos, ninguém criou uma chance clara. Quem não estava gostando nada disso era Renato Portaluppi, que cobrava muito de seu grupo.

Outra tentativa aconteceu aos 35 minutos, foi do CSA. Jonatan Gómez fez uma jogada individual e acertou um belo chute, buscando o ângulo. A bola passou perto e foi a melhor chance da primeira etapa. Após mais uma bronca do técnico tricolor, o time gaúcho respondeu. Tardelli acionou Rômulo, que bateu por baixo. O goleiro do CSA pegou e o primeiro tempo terminou zerado. 

Na segunda etapa não houveram trocas. A primeira finalização foi do time alagoano, aos dois minutos. Nilton encheu o pé e assustou Julio César. A equipe de Renato revidou com Luan aos quatro minutos: ele tabelou com Tardelli, carregou na intermediária e finalizou colocado, mas a bola foi para fora.

O Grêmio começou a atacar mais no segundo tempo Aos 10 minutos, Darlan arriscou de longe, mas a bola passou pelo lado da meta. O jogo continuou sem chances claras, mas Pepê, aos 21 minutos, teve a chance da partida. Desperdiçou. Darlan lançou para o atacante que disparou, entrou na área, mas errou feio a finalização. De cavadinha, isolou.

Após essa jogada, Renato trocou: colocou Everton no lugar de Galhardo. O Cebolinha entrou e já saiu driblando. O Grêmio seguia buscando o gol, mas com dificuldades. O ponteiro marcava 30 minutos e o CSA se mostrava cansado. Três minutos depois, o Grêmio quase marcou com Tardelli. Pepê acionou o camisa 9, que bateu bem na bola, mas Jordi espalmou para escanteio. 

Renato ainda trocou aos 38 minutos. Colocou Da Silva e Patrick no lugar de Luan e Tardelli. Enquanto isso, o CSA segurava a bola em sua defesa. Já o tricolor continuava tentando. Mas não deu o jogo acabou no 0 a 0.

Agora, a próxima partida será na quinta-feira (1°), às 21h30, no Paraguai, contra o Libertad, pelo jogo da volta das oitavas de final da Libertadores. 

(Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

 

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Comentários

>