Em jogo de extremos, Grêmio consegue a vitória por 2 a 1 em cima do Coritiba

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Em confronto direto de equipes do sul do Brasil, quem se deu melhor foi o Grêmio. Durante os primeiros 20 minutos, o tricolor dominou o Coritiba e abriu 2 a 0, porém depois tirou o pé do freio. O Coritiba conseguiu diminuir na segunda etapa, mas não foi o suficiente para conseguir o empate. Resultado bom para a equipe de Renato Portaluppi que sobe na tabela de classificação e fica mais longe dos últimos colocados.

Na escalação, Renato Portaluppi optou por Luiz Fernando no ataque e seguiu com três volantes: Lucas Silva, Matheus Henrique e Robinho. Além disso, Victor Ferraz entrou na lateral-direita no lugar de Orejuela e Diogo Barbosa foi o escolhido para a lateral esquerda no lugar de Cortez, suspenso. No primeiro ataque da partida a novidade de Renato, Luiz Fernando, não desperdiçou. Aos três, de cabeça, o atacante marcou após cruzamento de Diogo Barbosa.

O Grêmio continuou no ataque e o Coritiba fechado, se defendendo. O tricolor se aproveitou da situação e também das cahnces que tinha. Aos 10 minutos, David Braz, sozinho, só teve o papel de empurrar para as redes. Duas finalizações, dois gols. Aos 17 foi a vez de Pepê tentar, mas dessa vez a finalização não terminou em gol. O camisa 25 carregou a bola, chutou de fora da área e Wilson fez a defesa.

Apenas aso 21 minutos que o Coritiba tentou a finalização, mas sem sucesso. De fora da área, Robson chutou colocado e a bola passou perto da trave. Vencendo por dois gols de diferença o tricolor deu uma diminuída no ritmo e o coxa, aos 32, conseguiu o que queria: o gol. Robson marcou, porém foi anulado pelo VAR já que estava impedido. Depois da anulação, nenhuma chance clara para as duas equipes.

A segunda etapa começou com mudança pelo lado do Coritiba. Neilton e Nathan Silva entraram. A chegada mais perigosa veio a acontecer aos oito minutos pelo lado do Coxa. Neílton recebeu perto da meia lua e finalizou nas mãos de Vanderlei. O Coritiba seguiu em cima e, por algumas vezes, assustava o goleiro gremista. Aos 17, foi a vez de Giovani Augusto tentar de longe. Vanderlei espalmou a bola pela linha de fundo.

Renato Portaluppi começou a promover trocas a partir dos 20 minutos para tentar dar um ânimo no seu meio de campo. Entraram Maicon, Thaciano e Guilherme Azevedo. A pressão adversária continuou e resultou no gol. Aos 26, após cobrança de escanteio, Nathan Silva subiu e marcou de cabeça. O resultado em campo parece ter acordado o tricolor que começou a partir pra cima. Aos 34, Guilherme Azevedo tentou um chute cruzado e fez boa Wilson defesa.

Wilson voltou a brilhar aos 39, quando, em cobrança de escanteio, Victor Ferraz dá um raspão e o goleiro do Coxa tiou e por pouco ela não entrou. Os minutos finais foram de equilíbrio, tentativa pra lá, tentativa pra cá. Aos 49, Renato Portaluppi ainda colocou Marcelo Oliveira, que estava a mais de 1 ano fora dos gramados. Ele ficou apenas um minuto em campo já que o árbitro logo acabou a partida. Grêmio 2, Coritiba 1.

Voltar Todas de Grêmio

Compartilhe esta notícia:

Confira o minuto a minuto de Grêmio e Coritiba
Renato valoriza a vitória contra o Coritiba e ressalta: “Aqui dentro não tem desespero nenhum”
Deixe seu comentário