Em anúncio de saída do Racing, Eduardo Coudet não confirma acerto, mas cita preferência ao Inter


Por: Valeria Possamai,

Na Argentina, o técnico do Racing, Eduardo Coudet, anunciou, nesta sexta-feira (22), que não cumprirá o restante de seu contrato e deixa o clube ao final do próximo. O treinador assumirá o comando do Inter em 2020.

“Como avisei internamente, acredito que um ciclo foi concluído e, além dessas partidas perdidas, não fico no Racing para a próxima temporada. Há muito tempo comunico a decisão aos líderes e também a Diego Milito (diretor do Racing). E devo dizer, a nobreza obriga, isso não tem nada a ver com o econômico, pois fiz uma proposta daqui para continuar”, declarou o treinador.

Durante a entrevista coletiva, Coudet foi questionado sobre sua vinda para o Inter. O técnico preferiu ão confirmar o acerto, mas disse que a preferência é pelo clube gaúcho: “Ainda não posso confirmar ida ao Internacional, porém, dei minha palavra e preferência ao clube gaúcho”.

Zé Ricardo se diz ‘tranquilo’ sobre especulações da vinda de Eduardo Coudet e afirma: “Vou torcer para que as coisas deem certo”

Conforme informação da Rádio Grenal, a comitiva da direção colorada na ida para a Argentina, acertou a vinda de Coudet para assumir o clube em 2020, depois da negativa para comandar o time logo após a demissão de Odair Hellmann.

Recentemente, a imprensa argentina repercutiu o adeus do técnico, que já informou ao Racing que deixará o clube ao final de dezembro.

Aos 45 anos, Eduardo Coudet ainda é um profissional com currículo curto como treinador. O ex-jogador, iniciou o trabalhos na casa-mata em 2015, quando assumiu o Rosário Central e chegou até às quartas de final da Libertadores 2016, após eliminar o Grêmio nas oitavas.

Em 2017, esteve à frente do Tijuana e, desde 2018, está no comando do Racing, onde foi campeão argentino na temporada passada. Coudet tem vínculo com o clube até maio de 2020.

Foto: (Divulgação/ Racing Club)

Comentários

>