Edílson pede desculpa à torcida, ao clube e afirma que Vitinho precisava ser expulso


Por: Kalleb França, jornalista, radialista e repórter na @rdgrenal

O clássico Grenal deixou suas marcas. Em Edílson, podem ser maiores, pois o soco que ele desferiu em Rodrigo Dourado, pode render a suspensão pelo restante do Campeonato Brasileiro. Dourado, não deve receber nenhuma pena mais drástica do STJD, porém o próprio departamento jurídico tricolor já definiu a situação como difícil, e diz que tentará reduzir a pena. Edílson concedeu entrevista no CT Luiz Carvalho. Ele falou sobre o assunto e salientou que errou, porém acredita que Vitinho também deveria ter sido expulso.

”Não sou louco de sair dando porrada do nada, eu cheguei sim, errei de ter acertado o soco nele. Mas eu só fiz o que fiz porque foi um revide. Se vocês olharem o lance, o braço dele pega no meu nariz e comecei a sangrar e revidei. Em nenhum  momento eu quero dizer que eu estou certo da minha atitude. Quero pedir desculpas pelo meus companheiros, quer pedir desculpa para o Renato, para todo o grupo do Grêmio e para a torcida. Só aconteceu porque foi um revide. Até porque teria que ir para o UFC e não jogar futebol”

Questionado se frente à frente, Edílson pediria desculpa para o volante do Internacional, o lateral desconversou.

”As imagens foram bem claras e acabei agredindo ele mesmo. Mas como disse, foi um revide, de tudo que estava acontecendo, de tudo que houve dentro de campo durante o lance. A respeito do Dourado, não sou amigo dele, deixa pra lá”, finalizou.

 

Ouça a entrevista:

Comentários